This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > LAS104
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Animação Desportiva

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 2S

Código: LAS104    Sigla: AD
Áreas Científicas: Ciências do Desporto
Secção/Departamento: Ciências e Tecnologias

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LAS 13 Plano de estudos_2021 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Paulo Alexandre Correia NunesResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Cátia Ferreira   4,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

A atividade física e desportiva na sua vertente recreativa e de lazer, assume atualmente um papel determinante na ocupação e aproveitamento ativo e enriquecedor dos tempos livres.

A Animação Desportiva, surge como um meio de intervenção a partir de uma multiplicidade de especialidades, assumindo uma importância fundamental para o bem-estar físico, psíquico, social.

A apropriação de um conjunto de competências e de conhecimentos, determina o sucesso do licenciado em Animação e Intervenção Sociocultural, no âmbito das tarefas de monitorização, organização e gestão de atividades desportivas.


Objetivos

1. Identificar e conhecer os principais fundamentos da animação desportiva.

2. Conhecer os métodos e técnicas de programação, organização e intervenção, em diferentes contextos de animação.

3. Dominar as principais noções, teorias e estratégias inerentes à optimização da gestão do comportamento dos indivíduos e dos grupos no processo de animação desportiva.

4. Adquirir e aplicação conhecimentos sobre as diferentes temáticas abordadas através do trabalho de projeto.

Conteúdos programáticos

FUNDAMENTOS DA ANIMAÇÃO DESPORTIVA
- Resenha Histórica
- O Jogo, o Lazer e os Tempos Livres

A ANIMAÇÃO DESPORTIVA
- Finalidade e Objetivos
- Os benefícios da prática da atividade física
- O Animador Desportivo

ORGANIZAÇÃO E PLANIFICAÇÃO DA ANIMAÇÂO DESPORTIVA
- As características dos grupos
- Os fatores de organização da Animação
- Tipologia de Animação Desportiva e a adaptação aos diferentes contextos de Intervenção.

PRÁTICAS DA ANIMAÇÃO DESPORTIVA
- Atividades de manutenção e melhoria da condição física: jogos de força, de velocidade, de resistência, de destreza e exercícios de flexibilidade.
- Atividades de iniciação e aperfeiçoamento desportivo: jogos pré-desportivos e Jogos desportivos coletivos.
- Atividades desportivas para populações especiais.
- Atividades de aventura e contacto com a natureza.
- Os jogos de orientação e desportos de deslize.
- Atividades Expressivas.
- Os jogos de dramatização e danças.

PROJETO DE ANIMAÇÃO DESPORTIVA
- A pertinência de um projeto
- A problemática/ Procura de necessidades
- Apresentação de projetos individuais

Software
Moodle ESE-IPS, Teams, Zoom


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Pretende-se que o estudante: Manifeste, no tratamento dos temas que cruzam a animação desportiva, objetividade e uma atitude de estudo metódica e sistemática, facilitadora à aquisição e aplicação de conhecimentos.

Metodologias de ensino

A abordagem de conteúdos programáticos assenta em duas partes: uma parte destinada a estudos teóricos e uma outra parte destinada à aplicação da teoria.

Para os estudos práticos os métodos de trabalho são diversificados e em função dos objetivos de cada aula. Os mais frequentemente realizados, pelos estudantes, são a apresentação de temas, os painéis de discussão, o trabalho individual e/ou de pequeno grupo, a elaboração de fichas de síntese e de reflexão sobre a teoria e o trabalho de Projeto.

A avaliação é contínua e os estudantes nela integrados estão sujeitos, no decorrer do processo, à realização de pequenos trabalhos práticos de reflexão e/ou de aprofundamento do estudo realizado, bem como a situações pontuais de questionamento.

A atividade letiva à distância desta UC será concretizada através de sessões tutoriais de grupo (Turma de 20 alunos) através de plataforma informático com recursos à partilha de ecrã, nomeadamente power point, vídeos e outros instrumentos informáticos. As atividades terão por base a exposição dos conteúdos por parte dos docentes oralmente com apoio tecnológico. Os trabalhos serão apoiados pelos docentes com base na definição de cronograma com tarefas e com aulas destinadas a apoio específico no desenvolvimento dos trabalhos. Tendencialmente todas as atividades decorrerão no horário previsto para esta UC.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

Dá-se especial importância às metodologias interativas, o ensino pela descoberta, envolvendo os estudantes no processo de ensino-aprendizagem, centrado numa abordagem dos conceitos teóricos referenciados pela investigação científica e sua aplicação a situações práticas.

Metodologia e provas de avaliação

A avaliação da unidade curricular assenta no regime de avaliação contínua, que se consubstancia em momentos de processo e de produto. Constituem valências da avaliação contínua:

Ao nível do processo (60%)
- Trabalho de projeto - 60%

Ao nível do produto (40%)
- Prova escrita de conhecimentos – 40%
- Para efeitos de atribuição da classificação final, poderá o docente estipular, se achar necessário para uma melhor clarificação do processo de avaliação, a discussão oral por video conferencia de qualquer uma das produções desenvolvidas pelos estudantes.

Regime de assiduidade

Regime de assiduidade:
a) esteja presente em 80% das aulas e participe na discussão das questões em análise, bem como na realização dos trabalhos propostos;
b) leia a bibliografia de apoio e esteja preparado para analisar e discutir os temas apresentados;
c) realize as tarefas e os trabalhos programados, evidenciando com clareza e rigor a apropriação dos conhecimentos sobre a matéria.

No ensino á distância o regime de assiduidade não é considerado.

Bibliografia

ACSM (2014). Resources for the personal trainer, 4th Edition. Baltimore: Williams and
Wilkins.

Araújo, J. M. (1986). Guia do animador e dirigente desportivo. Lisboa: Edição Caminho.

Lança, R. (2009). Animação Desportiva e Tempos Livres. Perspectivas de Organização. Lisboa: Texto Editores.

Mestre, J. (2004). Planificacion deportiva: teoria y practica. 3ª edición. INDE: Barcelona.

Morales, P. (1999). Animación y Dinámica de Grupos Deportivos: Manual para la enseñanza y animación. Wanceulen. Editorial Deportiva, SL.

Poit, D. (2004). Organização de Eventos Esportivos (3ªed.). São Paulo: Phorthe Editora.

Ramos, A., Oliveira, J. & Carvoeira, R. (2001). Animação Desportiva para Jovens. Coimbra: Livraria Almedina.

Vázquez, J. (2005). Vademécum de protocolo y ceremonial deportivo: la organización de los distintos eventos deportivos. Barcelona: Editorial Paidotribo.

Watt, D. (2004). Gestão de eventos em lazer e turismo. Porto Alegre: Bookman.

Bibliografia Complementar
Cunha, L. (2012). Os Espaços do Desporto - Uma Gestão para o Desenvolvimento Humano. Coimbra: Editora Almeida.

Dumazedier, J., Israel, J. (1974). Lazer – Problema Social. Colecção Cultura e Desporto, Lisboa: DGD.
Foguet, O.C. (2000). Deporte recreativo. España: INDE Publicaciones.

Mota, J. (1997). A Actividade Física no Lazer. Reflexões sobre a sua prática. Lisboa: Livros Horizonte.

Pires, G. (2007). Agôn - Gestão do Desporto: O Jogo de Zeus. Porto: Porto Editora.

Rodrigues, N. (1992). Colectânea de Actividades de Recreação e Lazer. Brasília: GDF/SE/FEDF – Gráfica.

Sancho, J. (1995). Planificacion deportiva. Teoria y practica (1ª Ed.). Barcelona: INDE Publicaciones.

Sardinha, L. B. (2003). Desporto, Actividade Física e Saúde. Lisboa: Edições Confederação do Desporto de Portugal.

Soria, M. A. & Cañellas, A. (1998). La Animación Deportiva. 2ª Edición. Barcelona: INDE Publicaciones.

Observações

Os estudantes com estatuto especial, que não possam estar presentes nas sessões previstas, devem dar conhecimento deste estatuto ao docente nos primeiros quinze dias de aulas, sendo definido um plano de trabalho a desenvolver e critérios de avaliação adaptados, em função das possibilidades e condições particulares de frequência dos alunos implicados, de forma a permitir o acompanhamento de aulas e a respetiva avaliação contínua.

Opções
Página gerada em: 2024-07-12 às 15:17:31 Última actualização: 2010-07-19