This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > EDB10036
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Desenvolvimento Dramático e Musical

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 1S

Código: EDB10036    Sigla: DDM
Áreas Científicas: Formação na Área da Docência
Secção/Departamento: Artes

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LEB 77 Plano de Estudos 2015_16 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Carlos Rozendo Barreto XavierResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 2 8,00
Carlos Barreto Xavier   4,00
Rita Roberto   4,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

A - Desenvolver conhecimentos nos domínios das literacias e terminologias musical e dramática, com apropriação dos conceitos nucleares.
B - Vivenciar atividades sonoro-musicais e dramáticas e compreender os seus objetivos, estrutura e procedimentos.
C - Desenvolver competências e técnicas específicas no âmbito do Teatro e da Música.

Conteúdos programáticos

1. Conceitos básicos em expressão dramática e musical:
- Contextos da experiência artística: apreciação, criação, improvisação e performance.
- Jogo dramático.
- Símbolos de escrita musical: ritmo, melodia e harmonia.
- Audição e interpretação.

2. Contextos de apreciação, criação e performance:
- Procedimentos e finalidades nas diferentes experiências dramáticas e musicais.
- Repertórios musicais eruditos, populares e tradicionais portugueses (e.g. Fado e Cante alentejano).

3. Técnicas específicas musicais e dramáticas:
- Técnica vocal, instrumental (Orff, flauta de bisel, outros) e corporal (gesto, mímica, movimento...); técnicas elementares de encenação e representação; performance corporal em espaço teatral; máscara facial; técnicas de escrita criativa para diálogos, poemas e/ou guião.

Software

Audacity


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os temas a desenvolver nesta Unidade Curricular visam conferir aos alunos os conceitos fundamentais ligados à música e ao drama, assim como ferramentas que lhes permitam levar à prática ações dramáticas e musicais. Os conteúdos programáticos são articulados tendo como base dois eixos fundamentais: a componente teórica e a implementação prática, de modo a facilitar a consolidação da aprendizagem.
O conteúdo (1) liga-se com o objetivo (A); o conteúdo (2) com o objetivo (B); os conteúdos (3 e 4) com o objetivo (C).

Metodologias de ensino

As sessões compreenderão a exposição e debate em torno das temáticas programáticas e a experimentação prática, individual e grupal, de processos artísticos. Este trabalho teórico-prático em sala de aula será complementado com a pesquisa e leitura de documentos e a produção e apresentação de trabalhos.
A avaliação poderá ser realizada por três formas distintas e não complementares: contínua, pontual e por exame.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A participação em processos de pesquisa, leitura, exposição oral, debate, experimentação prática, produção e performance permitem o saber integrado que é anunciado nos objetivos e que inclui conhecimento, compreensão, apropriação e criação multimodais.

Metodologia e provas de avaliação

A avaliação poderá ser realizada por três formas distintas e não complementares: contínua, pontual e por exame.

Avaliação contínua – Os elementos de avaliação propostos e a respetiva ponderação são os seguintes:
- Assiduidade e participação (20%): incluem a presença nas aulas, a pontualidade e a participação efetiva nas atividades;
- Dossiê digital de materiais (30%): inclui a realização e apresentação (5/7 minutos) em grupo de um dossiê digital de materiais recolhidos nas aulas (recursos educativos) nas áreas musical e dramática;
- Performance (50%): Inclui a produção e apresentação de uma performance original (musical e dramática) em pequenos grupos.

Regime de assiduidade

Avaliação contínua - cada estudante tem de assistir a 75%. (50% para os trabalhadores-estudantes) das sessões presenciais.

A avaliação pontual (reservada aos trabalhadores-estudantes que não podem ter uma assiduidade regular) e o exame final incluem a realização e apresentação individual de um dossiê de materiais (peso de 40%) e de uma performance individual (peso de 60%), tais como descritos.

Bibliografia

Godinho, J. C. (2010). Era uma vez a música 1.º, 2.º, 3.º e 4.º anos. [Manuais escolares]. Lisboa: Santillana.
Godinho, J. C. (2016). Música Cinco 5.º ano. [Manual escolar]. Lisboa: Santillana.
Godinho, J. C. e Brito, M. J. N. (2010). As Artes no Jardim de Infância. Lisboa: DGIDC.
Ilari, B. S. (org.) (2006). Em busca da mente musical : ensaios sobre os processos cognitivos em música : da percepção à produção Curitiba : UFPR.
Oliveira, E. V. (1982). Instrumentos Musicais Populares Portugueses, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Pires, A. L. O., Assis, M., Gomes, E., Pereira, J. [Eds] (2017). Ensaios entre Arte e Educação. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Silva , A. S. (coord.) (2000). A educação artística e a promoção das artes, na perspectiva das políticas públicas : relatório do Grupo de Contacto entre os Ministérios da Educação e da Cultura Lisboa : Ministério da Educação.
Trias, N., Pérez, S. & Filella, L. (2002). Jogos de Música e de Expressão Corporal. Lisboa: Âncora Editores.
Vários, Educação pela Arte. Lisboa: Livros Horizonte, pp. 119-126.
Ulrichs, M. (2003). Atlas de Música. Lisboa: Gradiva.
Xavier, C. & Valada, P. (2004). Música a Chamar 5. Lisboa: Texto Editores.
Xavier, C. & Valada, P. (2005). Música a Chamar 6. Lisboa: Texto Editores.

Bachelard, G. (2008). A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes (2ª edição).
Barret, G.& Landier, J. (1994). Expressão Dramática e Teatro. Porto: Edições Asa.
Brassart-Fontanel, S. & Rouquet, A. (1977). A Educação artística na acção educativa. Coimbra: Livraria Almedina.
Foucault, M. (2006). O que é um autor?. Lisboa: Nova Vega (6ª edição).
Gombrich, E. H. (1983). La máscara y la cara. Em: Gombrich, Hochberg, Black. Arte, Percepcion y Realidad. Barcelona: Paidós.
Gonçalves, E. (1991). A Arte Descobre a Criança. Lisboa: Raiz Editora.
Mateus, Osório (2002). De teatro e outras escritas. Lisboa: Quimera/Centro de Estudos de Teatro.
Slade, P. (1978). O Jogo Dramático Infantil. São Paulo: Summus.
Solmer, Antonino (2003) Manual de teatro. Lisboa: Temas e Debates.

Opções
Página gerada em: 2024-04-18 às 18:36:56 Última actualização: 2010-07-19