This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > EDB20039
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Técnicas e Processos em Expressão Dramática e Musical

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 2S

Código: EDB20039    Sigla: TPEDM
Áreas Científicas: Formação na Área da Docência
Secção/Departamento: Artes

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LEB 64 Plano de Estudos 2015_16 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Carlos Rozendo Barreto XavierResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 2 12,00
Carlos Barreto Xavier   1,06
Gilberto Costa   4,93
Mário Caeiro   4,93

Língua de Ensino

Português/Inglês

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

A - Desenvolver conhecimentos nos domínios das literacias e terminologias musical e dramática, com apropriação dos conceitos nucleares.
B - Vivenciar atividades sonoro-musicais e dramáticas e compreender os seus objetivos, estrutura e procedimentos.
C - Desenvolver competências e técnicas específicas no âmbito do Teatro e da Música.

Conteúdos programáticos

1. Conceitos básicos em técnicas e práticas das expressões dramática e musical:
- Timbre; Dinâmica; Altura; Ritmo; Forma;
- Materiais sonoros (leitura e escrita);
- Organologia.

2. Processos de Criação, Audição e Interpretação:
- Meios e recursos disponíveis nas linguagens musicais e dramáticas.
- Repertórios teatrais e musicais.

3. Técnicas específicas dramáticas e musicais:
- Técnica vocal e corporal (gesto, mímica, movimento...); técnicas elementares de encenação e representação; performance corporal em espaço teatral.
- Técnica vocal, instrumental; utilização dos sons do corpo e instrumentos não convencionais; Técnicas elementares de afinação, execução e interpretação, ferramentas digitais de gravação, sonoplastia.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os temas a desenvolver nesta Unidade Curricular visam conferir aos alunos os conceitos fundamentais ligados às artes e ao património cultural, assim como ferramentas que lhes permitam levar à prática ações ligadas à organização e dinamização educativa e cultural de públicos diversos. Os conteúdos programáticos são articulados tendo como base dois eixos fundamentais: a componente teórica e a implementação prática, de modo a facilitar a consolidação da aprendizagem.
A articulação entre os conteúdos e os objetivos é a seguinte: A com 1; B com 2; C com 3.

Metodologias de ensino

As sessões compreenderão a exposição e debate em torno das temáticas programáticas e a experimentação prática, individual e em grupo, de processos artísticos performativos. Este trabalho teórico-prático em sala de aula será complementado com a pesquisa e leitura de documentos e a produção e apresentação de trabalhos.


Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A participação em processos de pesquisa, leitura, exposição oral, debate, experimentação prática, produção e performance permitem o saber integrado que é anunciado nos objetivos e que inclui conhecimento, compreensão, apropriação e criação multimodais.

Metodologia e provas de avaliação

A avaliação será contínua e pontual.

Avaliação contínua
- Assiduidade – 10%
- Apresentação (1) do trabalho desenvolvido por cada grupo – 30%

Avaliação pontual
- Produção e apresentação (2) de uma performance (dramática e musical) em grupos de 7/8 elementos (45 minutos, aproximadamente). A performance deverá constituir-se por 5 cenas. Cada grupo de trabalho será responsável por uma das cenas. A 5ª cena será desenvolvida por todos os grupos. 40%.
- Realização e apresentação em grupo (todos os elementos) de um portefólio digital (PowerPoint) sobre todo o trabalho desenvolvido na unidade curricular – 20%

Em situação de exame, a avaliação incidirá sobre a realização e apresentação individual de uma performance (peso de 60%) e de um portefólio digital (peso de 40%), de acordo com o programa.
(Não dispensa a consulta integral do documento original)

Regime de assiduidade

O regime de assiduidade prevê um mínimo de 50% de presenças para os estudantes trabalhadores e de 75% para todos os outros.

Bibliografia

Barret, G. & Landlier, J. (1994). Expressão Dramática e Teatro. Lisboa: Edições ASA.
Bonfitta, M. (2009). A cinética do invisivel - Processos de Actuação no Teatro de Peter Brook. S. Paulo: Editora Perspectiva.
Brook , P. (2011). O espaço vazio. Tradução de Rui Lopes. Lisboa: Editora Orfeu Negro.
Brook, P. (2009). Avec Grotowski. Actes Sud. Papiers Paris.
Brook, P. (2010). Climat de Confiance. Quebec: L’instant même.
Cabral, C. (2004). Manual de Técnicas de Palco. Lisboa: INATEL.
Costa, I. A. & Baganha, F. (1989). O Fantoche Que Ajuda A Crescer. Porto: ASA.
Gardner, H. (1999). Intelligence Reframed. New York: Basic Books.
Godinho, J. C. (2010). Era uma vez a música 1.o, 2.o, 3.o e 4.o anos. [Manuais escolares]. Lisboa: Santillana.
Godinho, J. C. (2016). Música Cinco 5.o ano. [Manual escolar]. Lisboa: Santillana.
Godinho, J. C. e Brito, M. J. N. (2010). As Artes no Jardim de Infância. Lisboa: DGIDC.
Ilari, B. S. (org.) (2006). Em busca da mente musical : ensaios sobre os processos cognitivos em música : da percepção à produção Curitiba : UFPR.
Landier, J. C. & Barret, G. (1994). Expressão Dramática e Teatro. Porto: ASA
Oliveira, E. V. (1982). Instrumentos Musicais Populares Portugueses, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Pavis, P. (2009). Dicionário do Teatro. S.Paulo: Editorial Perspectiva.
Silva , A. S. (coord.) (2000). A educação artística e a promoção das artes, na perspectiva das políticas públicas : relatório do Grupo de Contacto entre os Ministérios da Educação e da Cultura Lisboa : Ministério da Educação.
Trias, N., Pérez, S. & Filella, L. (2002). Jogos de Música e de Expressão Corporal. Lisboa: Âncora Editores.
Ulrichs, M. (2003). Atlas de Música. Lisboa: Gradiva.
Vários, Educação pela Arte. Lisboa: Livros Horizonte, pp. 119-126.

Opções
Página gerada em: 2024-04-19 às 00:34:35 Última actualização: 2010-07-19