This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > LAS100
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Culturas Populares

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 1S

Código: LAS100    Sigla: CP
Áreas Científicas: Línguas e Literaturas, Artes
Secção/Departamento: Artes

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LAS 19 Plano de estudos_2021 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Luciano José dos Santos Baptista PereiraResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 2,00
Carlos Barreto Xavier   1,33
Luciano Pereira   1,33
Vanessa Amorim   1,33

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

1. Identificar e comparar configurações culturais, temáticas e formais, inerentes ao objeto cultural popular, enquanto mecanismo de conservação e construção individual, e enquanto fator de representação e transformação social.
2. Desenvolver o gosto pela especificidade do fenómeno cultural e estético, com particular importância para a sua leitura crítica.
3. Recolher, selecionar e organizar textos da literatura tradicional com pertinência etnológica e formativa. Analisá-¬los e interpretá-¬los. Produzir materiais e gizar estratégias para a sua animação. Relacionar a literatura com outras séries artísticas e culturais e em particular com a música.
4. Conhecer manifestações musicais das diferentes regiões geográficas/étnico-¬culturais de Portugal. Conhecer formas musicais e organologia associada aos contextos étnico¬-culturais. Selecionar e adequar formas de música tradicional com textos sugeridos.

Conteúdos programáticos

Evolução semântica das palavras cultura e literatura.
Textos literários tradicionais, de transmissão oral e de carácter universal.
Literatura tradicional e oral no contexto da antropologia cultural.
Conceitos literários específicos:
literatura oral,
literatura popular,
literatura culta.
Tipologias e géneros literários tradicionais (Provérbios, lengalengas, rimas, quadras, cantigas de embalar;
mistérios, farsas e cegadas; lendas, contos e romances…)
Instrumentos de análise e interpretação do texto literário oral.
Literatura, Música e Artes Plásticas.
Alguns temas relevantes (A imagem da mulher, a função dos animais, etc.)
A animação do texto popular.
A sua importância e funções: a função da rítmica, da métrica e da rima.
A literatura para a infância e a cultura popular.
Etnografias rurais e urbanas
Crónicas e Literatura de Viagens
Mitologias e Religiosidades
Medicinas Populares
Lugares e Lazeres.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

A discussão a partir da informação pesquisada ou de documentos diretamente fornecidos pelo professor será um elemento-chave da aprendizagem. O processo compreenderá a: (a) Leitura, discussão e análise de textos; (b) Recensão escrita e/ou oral de textos; (c) Elaboração de pequenos comentários críticos; (d) Elaboração de trabalhos escritos; (e) Apresentação e discussão dos trabalhos; (f) Exposição de determinadas temáticas; (g) Elaboração, discussão e análise, em grupo, de pequenos trabalhos; (h) Elaboração e apresentação de trabalhos práticos de animação textual e musical; (i) Audição e interpretação em plenário e/ou pequenos grupos de trechos musicais.

Em suma, privilegiar-se-á:
- A animação de leituras; de documentos escritos, áudio, vídeo e multimédia,
- A realização de trabalhos de pesquisa e de projeto.
- A recolha e divulgação do património imaterial.

Avaliação
I) Avaliação contínua
II) Avaliação sumativa (1 trabalho de grupo e um teste final)

Metodologias de ensino

As sessões serão centradas sobre a leitura e interpretação em plenário e/ou pequenos grupos de obras literárias. A discussão a partir da informação pesquisada ou de documentos diretamente fornecidos pelo professor será um elemento-chave da aprendizagem. O processo compreenderá a: (a) Leitura, discussão e análise de textos; (b) Recensão escrita e/ou oral de textos; (c) Elaboração de pequenos comentários críticos; (d) Elaboração 1de trabalhos escritos; (e) Apresentação e discussão dos trabalhos; (f) Exposição de determinadas temáticas; (g) Elaboração, discussão e análise, em grupo, de pequenos trabalhos; (h) Elaboração e apresentação de trabalhos práticos de animação textual e musical; (i) Audição e interpretação em plenário e/ou pequenos grupos de trechos musicais.

Em suma, privilegiar-se-á:
- A produção de textos descritivos, analíticos e críticos.
- A elaboração de materiais didáticos, formativos e lúdicos.
- A animação de leituras. Leitura, análise e discussão de documentos escritos, áudio, vídeo e multimédia.
- A realização de trabalhos de pesquisa (trabalho de campo, observação participante e trabalho de projeto), recolha e divulgação de documentos, questionários, entrevistas e histórias de vida.

2. Acompanhamento tutorial (Apoio presencial e à distância aos trabalhos de grupo e às pesquisas individuais)

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

As metodologias de ensino articulam-se com os objetivos de aprendizagem da unidade curricular na sua dimensão criativa e investigativa. Consideramos que o facto de os estudantes terem que pesquisar no terreno permite a concretização das propostas de animação mais integradoras das diferentes áreas. Os estudantes têm a oportunidade de apresentar as suas pesquisas de forma aliciante, adequadas e desafiadoras, rentabilizando os saberes teóricos das diferentes áreas. A permanência no terreno vai, por um lado, permitir uma perspetiva global das culturas populares, por outro, complementar as pesquisas bibliográficas e dar maior consistência à leitura, interpretação, assim como às produções escritas individuais e coletivas.

Metodologia e provas de avaliação

Avaliação e classificação
I) Avaliação contínua - assiduidade e participação nas aulas, trabalhos de pesquisa, fichas de leitura e interpretações literárias e musicais… (30%)
II) Avaliação sumativa - 1 trabalho de grupo (escrito) (40%). Apresentação oral do trabalho escrito (30%)

Regime de assiduidade

Participação dos estudantes
Espera-se que cada aluno: (a) seja assíduo (só poderá faltar a uma das aulas de cada um dos três módulos) e participe na discussão das questões em análise, bem como nos trabalhos de grupo; (b) leia, analise e esteja preparado para discutir os textos e audições de apoio apresentados; (c) execute os trabalhos programados. A falta de assiduidade será impeditiva de uma avaliação contínua, sendo o aluno obrigado a apresentar-se a exame no fim do semestre.

Bibliografia

- AGUIAR e SILVA, V. M. – Teoria da literatura. 8ª. ed. Coimbra: Liv. Almedina, 1990.
-BETTELHEIM, B., Psicanálise dos contos de fadas. Trad. port., 4ª ed: Lisboa: Livraria Bertrand, 1991.
- Contos da Lusofonia. Os mais belos contos tradicionais. (Textos recolhidos por M. Margarida Pereira-Muller). Barcelos. Livraria Civilização Editora, 1998.
-BRITO, J.P. e O’NEILL, B. – Lugares de Aqui. Lisboa: Ed. Dom Quixote, 1991.
-COELHO, A. B., Portugal na Espanha Árabe, Lisboa: Seara Nova, vols. 1, 2, 3, 4, 1970 – 1974.
-COELHO, Adolfo. Contos Populares Portugueses. Lisboa. Publicações Dom Quixote, 1985.
-COELHO, Adolfo. Jogos e Rimas Infantis. Porto. Edições ASA, 1994.
-COELHO, Jacinto do Prado (dir.) Dicionário de Literatura. Porto: Figueirinhas.
-CORDEIRO, Graça. Etnografias Urbanas. Oeiras: Celta Editores, 2003.
-COSTA, Maria. No Reino das Fadas. Lisboa. Fim de Século Edições Lda., 1997.
-DINIZ, Maria. As Fadas Não Foram à Escola. Porto. Edições ASA, 1993.
- ESOPO, Fábulas: as cem mais famosas fábulas de Esopo. Trad. port., Mem Martins: Publicações Europa – América, colecção Livros de Bolso (409), s/d.
- FONTES, António e SANCHES, J. G. – Medicina Popular. Lisboa: Âncora Ed., 1999.
- SANTO, Moisés Espírito. A Religião Popular Portuguesa. Lisboa: Assírio e Alvim, 1990.
-PEDROSO, Consiglieri. Contos Populares Portugueses. Lisboa. Editora Veja, 1985.
-idem. Contribuições para uma Mitologia Popular. Lisboa: Ed. Dom Quixote, 1988.
-PEREIRA, Pedro. Peregrinos. Lisboa: Instituto Piaget, 2003.
-PEREIRA, Luciano. Os Animais e os Contos Tradicionais Portugueses. Setúbal. Escola Superior de Educação de Setúbal, 1991.
-SANCHES, João Gomes. António Fontes, Causas e Casos de um Padre Barrosão. Lisboa: Âncora Ed., 1999.
-SANTOS, Maria (comp.). Dicionário de Provérbios, Adágios, Ditados, Máximas, Aforismos e Frases Feitas. Porto. Porto Editora, 2000.
-SEMEDO, Curvo. Fábulas. Europa – América, 1985.
-TRAÇA, Maria. O Fio da Memória. Do Conto Popular ao Conto para Crianças. Porto. Porto Editora, 1992.
- Brito, M. & Cymbron, L. (1992). História da música portuguesa. Ed. Universidade Aberta, Lisboa.

Observações

No final do trabalho as aprendizagens esperadas situam-se em torno de 3 grandes domínios: (a) capacidade de pesquisa, de organização e de gestão da informação, evidenciando uma correta apropriação e uma utilização original e criativa dos diferentes conceitos; (b) produção de textos orais e escritos de géneros, modos, registos, dimensões e problemáticas variáveis com destaque para os de descrição e interpretação das obras de arte e dos fenómenos literários em particular. As competências comunicativas e linguísticas específicas da leitura evidenciar-se-ão em resumos, relatos, fichas de leitura, textos de opinião e de crítica literária…; (c) apresentação pública de trabalhos.

Opções
Página gerada em: 2024-07-23 às 15:47:05 Última actualização: 2010-07-19