This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > LAS23
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Contextos e Processos de Envelhecimento e Relações Intergeracionais

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 1S

Código: LAS23    Sigla: CPERI
Áreas Científicas: Ciências Sociais
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LAS 32 Plano de estudos_2021 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Carla Cibele Fiel Vasconcelos FigueiredoResponsável
Isaura Fernanda Graça PedroResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Andreia Filomena Cerqueira   1,33
Ema Isabel Inácio   3,33
Isaura Pedro   0,67

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

1.Compreender o fenómeno do envelhecimento populacional nas sociedades ocidentais
2. Entender a velhice como um processo contínuo e, ao mesmo tempo, uma fase no ciclo de vida do desenvolvimento humano.
3. Relacionar a vivência da velhice com diferentes contextos socioculturais e de vida das pessoas idosas
4. Conhecer e refletir sobre as diferentes formas de discriminação das pessoas idosas e equacionar
estratégias de intervenção.
5. Incentivar a ligação entre várias gerações, evidenciando os ganhos que todos têm.
6.Conhecer diferentes formas de apoio formal e informal aos idosos.
7.Identificar espaços de formação ao longo da vida, especialmente os que se destinam às pessoas idosas.
8. Saber identificar e criar atividades estimulantes e adequadas à população idosa.
9. Saber criar e propor dinâmicas de relação e atividades intergeracionais
10.Promover a cidadania ativa da pessoa idosa e a sua inserção social;
11. Desenvolver uma postura ética e solidária

Conteúdos programáticos

1. Fatores e processos de Envelhecimento nas sociedades atuais
1.1. Demografia e Epidemiologia do envelhecer
1.2. Representações Sociais sobre o envelhecer
1.3. Mitos e Estereótipos sobre o envelhecer

2.Perspetivas socio psicológicas
2.1. Bio fisiologia do envelhecer
2.2. Transições, fatores de crise e singularidades no envelhecer
2.3. Influências socioculturais sobre os processos de envelhecimento
2.4. Histórias de Vida e Projetos pessoais de vida

3. Políticas, Respostas Sociais e Contextos
3.1. Direitos humanos – Direitos da criança e Direitos da pessoa idosa
3.2. Respostas Sociais Institucionais/Não institucionais
3.3. Estudos e Programas de intervenção internacionais, nacionais e locais
3.4 Programas de formação ao longo da vida

4. Animação Sociocultural, práticas e programas intergeracionais
4.1. Cidadania, lazer e bem-estar comum
4.2. “Ageing in place” e contextos de cidadania ativa
4.3. Conceito de intergeracionalidade
4.4. Programas e projetos intergeracionais
4.5. Conceitos e princípios orientadores na elaboração de projetos intergeracionais


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os objetivos propostos têm uma relação estreita com os conteúdos considerados, procurando-se contextualizá-los tendo em conta o perfil do profissional em formação. Considera-se que os conhecimentos são aqui construídos em articulação com a compreensão de estudos, programas, projetos e práticas, conduzindo os alunos para a uma apropriação mais motivadora e concreta.

Metodologias de ensino

O processo de aprendizagem incluirá:
1.Análise e leitura de textos, sínteses de projetos e programas e respetiva discussão
2.Seminários temáticos com a presença de profissionais e técnicos associados a vários contextos e práticas de apoio a idosos e a projetos/dinâmicas intergeracionais.
3.Testemunhos, no contexto das aulas, de técnicos, cuidadores e idosos
4.Aulas de campo em contextos de apoio aos idosos e/ou de projetos intergeracionais
5.Planeamento e dinamização de atividades intergeracionais.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

Os temas e abordagens desenvolvidos nas aulas e a respetiva articulação com o conhecimento dos contextos constituem a metodologia central da UC, considerando-se este um bom caminho para permitir aos estudantes se irem apropriando dos objetivos e perspetivando os fundamentos e as exigências colocadas a um animador sociocultural que intervenha com a população idosa e/ou em dinâmicas intergeracionais.

Metodologia e provas de avaliação


1.Assiduidade e participação nas aulas - Individual, ponderação de 15%
2. Assiduidade e participação nas visitas/seminários - Individual, ponderação de 15%
3. Relatório - Grupo, ponderação de 25&
4. Criação de projeto e realização de atividade intergeracional
- Contextual / Institucional- Grupo ponderação de 45%%
- 25% Trabalho escrito
- 20% Dinamização e avaliação de atividade

Regime de assiduidade

Trabalhadores Estudantes e outros estudantes com estatutos especiais podem negociar com os docentes condições relativas à assiduidade e elaboração dos trabalhos solicitados.

Bibliografia

Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (2014). Parecer sobre as vulnerabilidades das pessoas idosas em especial das que residem em instituições. CNECV. [Online] julho de 2014.
Figueiredo, C.C (2013). Muito Iguais, inteiramente diferentes. In Pereira. J, Lopes, M., Rodrigues, T. (Coord). Animação Sociocultural, Gerontologia e Geriatria: A Intervenção social, cultural e educativa na Terceira Idade. Chaves: Intervenção.
Fonseca, A. (Org.). (2021). Ageing in Place - Envelhecimento em Casa e na Comunidade. Modelos e estratégias centrados na autonomia, participação social e promoção do bem estar das pessoas idosas. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian / Faculdade de Educação e Psicologia — Universidade Católica Portuguesa.
Lemaire, P., Bherer. (2012). Psicologia do Envelhecimento, uma perspetiva cognitiva. Instituto Piaget
Magalhães, A., Pereira, J. Lopes, M.(coord). A Animação Sociocultural e a Educação Intergeracional (2018). Chaves: Intervenção – Associação para a Promoção e Divulgação Cultural.
Martins, E.. (2019). Suprir distâncias com o enfoque intergeracional: dos benefícios à intervenção em animação sociocultural. Revista Práticas de Animação, vol. 12. [online ](2019).
Osório, A. Animação Sociocultural na Terceira Idade. In Pereira, J., Vieites, M e Lopes, M. (2008). A Animação Sociocultural e os desafios do Seculo XXI.
Paúl, C. (2005). Envelhecimento e Ambiente. In Soczka, Luis (Org.). (2005). Contextos Humanos e Psicologia Ambiental. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Pereira, J., Lopes, M., Rodrigues, T. (Coord.). (2015). Animação sociocultural, Gerontologia, educação Intergeracional. Estratégias e métodos de intervenção para um envelhecimento ativo na terceira idade. Chaves: Intervenção.
Soares, C; Silva, A. M.; Silva, M. G.; Cerqueira, A. F. (2014). Are social representations of positive ageing really effective? The ageing process through the yes of elderly. Journal of Spatial and Organizational Dynamics (pp.41-54). https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/6533
WHO (2021). Global Report on Ageism. https://www.who.int/publications/i/item/9789240016866
WHO (2021). Decade of Healthy Ageing. https://www.who.int/publications/i/item/9789240023307

Opções
Página gerada em: 2024-06-13 às 00:50:08 Última actualização: 2010-07-19