This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > MP1C10013
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Fundamentos da Ação Pedagógica

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 1S

Código: MP1C10013    Sigla: FAP
Áreas Científicas: Área Educacional Geral
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
MPE1C 31 Plano de Estudos 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Elisabete Maria Xavier Vieira GomesResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Carla Cibele Figueiredo   3,00
Elisabete Gomes   1,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Conceber a relação pedagógica estabelecida entre a/o docente e a(s) criança(s) enquanto encontro interpessoal marcado por identidades narrativas constituídas ao longo da vida.
Perceber e reconhecer as contingências sócio históricas, intrapsíquicas e interpessoais da profissão docente;
Compreender a complexidade da ação pedagógica;
Enquadrar a investigação em educação como uma dimensão inerente ao desenvolvimento do conhecimento profissional docente;
Desenvolver uma atitude crítica e reflexiva perante o seu percurso de vida na escola e o seu projeto de futuro enquanto profissional do agir educativo.

Conteúdos programáticos

Módulo I • Dimensões políticas, éticas e epistemológicas da profissão docente
Desafios e dilemas da profissão docente no contexto do sistema educativo português;
Profissão docente como profissão de um coletivo sociohistórico;
Profissão docente como profissão coletiva – ser membro de uma organização escolar
A profissão docente enquanto profissão do humano;
As/os docentes enquanto especialistas da relação pedagógica;
As/os docentes enquanto trabalhadores intelectuais;
O contributo da investigação para o processo de construção do conhecimento profissional docente.

Modulo II • Aprendizagem e ação pedagógica
Currículo e pedagogia: algumas perspetivas;
Ensinar e aprender: natureza dos processos;
Avaliação das aprendizagens como um instrumento ao serviço das aprendizagens e do ensino;
Avaliação: da medida à relação social;
Avaliação formativa: instrumentos e práticas.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Esta Unidade Curricular pretende constituir um espaço de conhecimento e reflexão sobre a ação pedagógica, desencadeando o processo de construção do conhecimento profissio-nal. Assim, os conteúdos e o trabalho pedagógico organizam-se em dois módulos e inci-dem respetivamente: (i) sobre as dimensões políticas, éticas e epistemológicas da profis-são docente; (ii) sobre a aprendizagem e a ação pedagógica, procurando compreender as implicações das opções curriculares e pedagógicas, a natureza da aprendizagem e o lugar da avaliação no processo de ensino-aprendizagem.

Metodologias de ensino

As atividades a desenvolver procuram criar condições para concretizar os objetivos desta Unidade Curricular através da análise de práticas e da sua articulação com os conceitos que a iluminam.
Serão organizadas sessões coletivas de análise e debate a partir de leituras recomendadas pelas docentes, sessões de análise e reflexão a partir das histórias de vida das estudantes enquanto crianças/alunas e sessões de preparação de trabalho de campo com vista à reco-lha de dados sobre as características e os dilemas da profissão docente, com ênfase nas su-as dimensões pedagógicas. Estas sessões serão acompanhadas de momentos de exposição por parte das docentes com vista à construção de um quadro teórico de referência que ali-cerce e amplie a reflexão das estudantes.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

As metodologias de avaliação articulam-se estreitamente com os objetivos na medida em que a) valorizam os estudantes enquanto construtores do saber comum, dando assim expressão à sua participação nas aulas e sessões de trabalho (20%); b) propõem trabalhos que se articulam diretamente com o objetivo de dignificar a centralidade da profissão docente como uma construção individual, socioprofissional e organizacional (narrativas do aprendente, do formando e dos profissionais).

Metodologia e provas de avaliação

A avaliação será contínua e com caracter formativo, na medida em que se integrarão momentos de feedback e regulação dos trabalhos das estudantes nos tempos de orientação tutorial.
A classificação será obtida através da avaliação e classificação dos seguintes trabalhos:

- Participação ativa das estudantes com evidência de leituras recomendadas e intervenções pertinentes nos debates propostos Individual 20%
- Ensaio individual auto-biográfico e prospetivo (memórias da entrada na escola/jardim de infância; projecção de entrada na escola/JI como docente) 30%
- Trabalho de grupo: Biografia profissional de um docente do 1.ºceb ou de educação de infância (com base numa entrevista cujo guião será validado pelas docentes) 50%

A avaliação por recurso, exame ou melhoria consistirá na entrega e apresentação oral de trabalhos individuais com as mesmas características dos propostos na avaliação contínua; assim sendo, deverá ser previamente acordada com as docentes os prazos a cumprir.

Regime de assiduidade

Presencial

Bibliografia

Biesta, G. J. (2006). Beyond Learning. Democratic Education for a Human Future. Boulder, London: Paradigm Publishers.
Gama, S. d. (2011). Diário . Lisboa: Presença.
Gomes, E. X. (2015). Quem tem medo da pedagogia? Contributos da teoria contemporânea da educação para resistir ao regresso ao básico. Revista Brasileira de Educação, 20 (63), 949-973. doi:http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782015206308
Huberman, M. (2000). O ciclo de vida profissional dos professores. . Em A. N. (org), Vidas de professores (pp. 31-61). Porto: Porto Editora.
Larrosa, J. (2015). Règles pour dire, penser et habiter l'éducation. Interacções, 11, nº 37, 5-23. Obtido de http://revistas.rcaap.pt/interaccoes/issue/archive
Niza, S. (2012). Escritos sobre Educação. (A. Nóvoa, F. Marcelino, & J. R. Ó, Edits.) Lisboa: Tinta-da-China.
Nóvoa, A. (2005). Evidentemente. Histórias da Educação. Porto: Asa.
Nóvoa, A. (2017). Firmar a posição como professor. Afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, 47, n. 166, 1106-1133.
Pinto, J. & Santos, L. (2006). Modelos de avaliação das aprendizagens. Lisboa: Universidade Aberta.

Opções
Página gerada em: 2024-06-25 às 12:08:28 Última actualização: 2010-07-19