This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > MP1C20020
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Seminário de Investigação sobre Práticas Pedagógicas

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - A

Código: MP1C20020    Sigla: SIPP
Áreas Científicas: Área Educacional Geral
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
MPE1C 25 Plano de Estudos 9,0 108 243,0

Nº de semanas letivas: 30

Responsável

DocenteResponsabilidade
Elisabete Maria Xavier Vieira GomesResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 3,60
Catarina Delgado   1,80
Elisabete Gomes   1,80

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Nesta unidade curricular as/os estudantes devem alcançar o seguinte conjunto de objetivos:
• Pesquisar, analisar e mobilizar estudos e literatura científica relevante para a investigação e intervenção em educação;
• Mobilizar conhecimentos de várias áreas do saber para a compreensão da complexidade das sociedades e dos contextos e processos onde se inserem os fenómenos educativos;
• Conhecer e mobilizar métodos e técnicas de investigação com vista ao desenvolvimento de projetos de investigação em educação;
• Compreender, organizar e planear de forma adequada as etapas de um projeto de investigação;
• Compreender as principais questões de natureza ética inerentes à investigação em educação;
• Comunicar de forma eficaz, usando a língua portuguesa para fins académicos e ferramentas tecnológicas.
Tendo em conta estes objetivos, a/o estudante deve evidenciar as seguintes aprendizagens:
 Revela capacidades de questionamento dos contextos e dos saberes, nomeadamente no âmbito do estudo dos processos educativos;
 Identifica, enuncia e desenvolve problemáticas de estudo e de pesquisa no âmbito educativo, na multidimensionalidade das suas manifestações e em relação com os contextos em que se enquadram;
 Compreende e mobiliza informação proveniente de uma diversidade de textos, de complexidade variável;
 Descreve, de modo compreensivo, o contexto de intervenção/estágio com base em dados recolhidos através de diferentes técnicas de investigação;
 Conhece os diferentes métodos e técnicas de investigação, compreende as suas condições de utilização e usa-as de modo adequado no desenvolvimento de projetos;
 Programa as etapas de ação tendo em conta os recursos e o tempo disponíveis;
 Integra cuidados de natureza ética no desenvolvimento do projeto de investigação;
 Revela competências de comunicação, exprimindo-se de forma clara e estruturada e usando adequadamente ferramentas tecnológicas.

Conteúdos programáticos

Investigação em Educação e Conhecimento Profissional Docente
• A investigação em educação:
• características e especificidade
• paradigmas e abordagens epistemológicas
• A prática educativa, a teoria e a investigação: relações e interdependências;
• Ética na investigação em educação;
• A especificidade e complexidade do conhecimento profissional docente.

Métodos gerais de investigação em educação
• Natureza e fundamentos;
• Percursos metodológicos;
• Técnicas e procedimentos de recolha e análise de informação.

Etapas do processo de Investigação
• Planeamento de uma investigação;
• Definição de objetivo(s) e questões de investigação;
• Revisão de literatura e construção do modelo de análise;
• Seleção de participantes;
• Escolha e justificação dos métodos, técnicas e instrumentos de recolha de informação;
• Análise de informação.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

A investigação educacional é hoje reconhecida como um instrumento fundamental na compreensão dos fenómenos educativos, mas é também vista como um processo de construção de saberes aos mais diversos níveis que podem fundamentar e incentivar a inovação educacional bem como o próprio desenvolvimento profissional. Contudo a complexidade dos atos educativos exige processos de investigação compreensivos dessa mesma realidade.
Assim, este programa pretende ser um contributo importante para essa tarefa imperiosa de aceder e compreender a complexidade dos atos educativos, tanto ao nível das suas práticas contextualizadas, mas também dos seus significados simbólicos. Esta perspetiva exige uma abordagem rigorosa mas aberta da investigação educacional.

Metodologias de ensino

As metodologias de trabalho utilizadas procuram facilitar a construção de uma aprendizagem significativa para a/o estudante nesta etapa final da sua formação inicial. As atividades a desenvolver procurarão concretizar os objetivos da disciplina através da articulação dos conteúdos definidos neste programa com as necessidades e experiências dos alunos no âmbito de práticas de investigação já desenvolvidas (ou em desenvolvimento) no seu percurso académico e profissional.
Assim, prevêem-se os seguintes processos de trabalho:
 Estudo individual baseado na leitura e compreensão de artigos científicos e relatórios de investigação em educação;
 Análise e interpretação, coletiva e em pequenos grupos, de artigos científicos e de relatórios de investigação sobre práticas pedagógicas;
 Debates sobre as questões éticas da investigação em educação;
 Sessões de enquadramento metodológico dos trabalhos a desenvolver pelos(as) estudantes, nomeadamente na forma de Seminários onde se fará o enquadramento metodológico genérico do Projeto, para lançamento de ideias (“Brainstorming”) ou para a discussão coletiva de produtos parcelares;
 Produção e apresentação de trabalhos, numa fase intermédia e numa fase final;
 Sessões participadas pela equipa docente do mestrado, nomeadamente docentes supervisores de estágio e dos projetos de investigação.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

As metodologias de trabalho utilizadas nesta UC procuram facilitar a construção de uma aprendizagem significativa para a/o estudante promovendo a articulação com as experiências, os trabalhos e as aprendizagens decorrentes das restantes UCs do curso.
Deste modo, as atividades a desenvolver procuram concretizar os objetivos da UC através da articulação dos conteúdos definidos neste programa com as necessidades e experiências das/os estudantes no âmbito de práticas de investigação já desenvolvidas e em desenvolvimento no seu percurso académico e profissional. Pretende-se, ainda, proporcionar oportunidades de aproximação à cultura científica em educação, à escrita académica e à sua relação com o exercício da profissão docente.
Ao longo do ano, as/os estudantes desenvolverão um projeto de investigação sobre a prática pedagógica em estreita articulação com a UC de Estágio IV. Dada esta característica, procurar-se-á, sempre que possível, alargar as apresentações de trabalhos à equipa docente que assumirá a orientação de estágio e de relatórios do projeto de investigação. Por esta razão existem diferentes formas de trabalho em função da racionalidade desta UC mas também em função das necessidades das/os estudantes. Salienta-se aqui a importância decisiva do apoio à distância tanto via plataforma Moodle como por correio eletrónico, para o envio de trabalhos das estudantes e do respetivo feedback pelas docentes. Também em termos de avaliação há uma coerência entre os objetivos desta UC e das necessidades das/os estudantes para o relatório da componente de investigação do estágio a desenvolver na UC de Estágio IV nomeadamente ao nível da construção do problema, da definição do design do estudo e da fundamentação da metodologia a utilizar no seu projeto de trabalho, tendo em conta as características da escrita académica.

Metodologia e provas de avaliação

No âmbito desta UC proceder-se-á à avaliação contínua e formativa através dos seguintes elementos:
– Participação das estudantes nas atividades propostas em aula;
– Trabalhos realizados, individualmente, pelas/os estudantes, designadamente o “Anteprojeto” e o “Projeto Metodológico” (com peso de 50% na classificação final);
– Trabalho realizado em pares (preferencialmente pelo par de estágio) que consiste na caracterização compreensiva do contexto de estágio com recurso a estratégias de recolha de dados (com peso de 25% na classificação final);
– Um trabalho realizado em grupo que consiste na leitura e análise de um relatório de investigação (com peso de 25% na classificação final).
Todos os trabalhos serão objeto de avaliação formativa, mediante o uso de feedback por parte das docentes e que se concretizará na oportunidade de revisão de cada trabalho entregue; serão também objeto de avaliação sumativa, ponderando as duas versões entregues pelas/os estudantes.
Para cada trabalho será ainda fornecido um guião orientador que será disponibilizado na página moodle da UC e serão negociadas as datas da primeira entrega (que será objeto de análise e de devolução com feedback) e da segunda entrega (que será a versão final de cada trabalho).

A avaliação por recurso/exame consistirá na entrega dos trabalhos previstos na avaliação contínua; nesse sentido, as estudantes que venham a realizar esta UC por exame/recurso deverão contactar previamente as docentes.

Bibliografia

Afonso, N. (2005). A investigação naturalista em educação: um guia prático e crítico. Asa.
Amado, J. (2014). Manual de investigação qualitativa em educação. Imprensa da Universidade de Coimbra.
Alves, M. G., & Azevedo, N. R. (2010), Investigar em Educação. Desafios da construção do conhecimento e da formação dos investigadores num campo multi-referenciado. UIED.
Bogdan, R. & Bliken, S. (2013) Investigação Qualitativa em Educação. (12.ª edição) Porto Editora.
Coutinho, C. (2013). Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas: Teoria e Prática. Edições Almedina.
Ghiglione, R. & Matalon, B (2001). O inquérito: teoria e prática. Celta. (4.ª edição). 2001.
1992.
Graue, M. & Walsh, D. (2003). Investigação etnográfica com crianças: teorias, métodos e ética. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian,.
Lessard-Hébert, M.; Goyette, G. & Boutin, G. (2005). Investigação qualitativa: fundamentos e práticas. Instituto Piaget. (2.ª edição)
Máximo-Esteves, L. (2008). Visão panorâmica da Investigação-acção. Porto Editora.
Pinto, J. & Silva, A. (2009). Metodologia das Ciências Sociais. Edições Afrontamento (15ª ed.).
Roldão, M. C. (2007). Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, 94-103.
Lopes da Silva, M. I. (2013). Prática educativa, teoria e investigação. Interacções, 283-304.
Tuckman, B. W.(2012). Manual de Investigação em Educação. Fundação Calouste Gulbenkian (4.ª edição)

Opções
Página gerada em: 2024-06-25 às 12:43:34 Última actualização: 2010-07-19