This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > MPE20004
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Estágio em Educação de Infância III

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 1S

Código: MPE20004    Sigla: EEI3
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
MPE 23 Plano de Estudos_15_16 9,0 198 243,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Sofia Gago da Silva Corrêa FigueiraResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 10,00
Ilda Clara Cruz Rodrigues   4,80
Sofia Figueira   5,73

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Pretende-se que os estudantes aprofundem e consolidem os seguintes conhecimentos competências e
saberes da ação: a) analisar de forma integrada e holística os fenómenos pedagógicos; b) estabelecer
relações e articulações com diferentes domínios do saber; c) desenvolver a sua capacidade de lidar com
diversas experiências; d) discernir e desenvolver respostas efetivas no âmbito da Pedagogia da Infância.
Espera-se que cada estudante desenvolva a capacidade de reconstruir intensivamente a sua identidade
profissional enquanto educador apto a desempenhar as suas funções docentes quer em contexto de
creche, quer em contexto de jardim-de-infância.
Espera-se ainda que os estudantes sejam capazes de desenvolver uma inteligência sensível, sabendo
interpretar – retrospetivamente e prospectivamente – as suas intervenções pedagógicas com crianças em
idade de creche e de jardim-de-infância, as relações com as famílias das crianças e com as equipas
pedagógica e educativa.

Conteúdos programáticos

Os conteúdos programáticos desta UC estão organizados em torno de áreas transversais ao agir do
educador reflexivo em contextos de educação de infância - creche e jardim-de-infância, no âmbito dos
seguintes aspetos da sua intervenção direta e indireta: a) o educuidar na creche e no jardim-de-infância; b)
a organização do espaço educativo; c) a organização do clima pedagógico; d) o trabalho desenvolvido no
seio das equipas pedagógica e educativa; e) o trabalho de implicação das famílias nos contextos
educativos; f) o trabalho de articulação com a comunidade.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os conteúdos programáticos articulam-se de forma coerente com os objetivos da UC, na medida em que
permitem aos estudantes aprenderem e consolidarem os saberes inerentes à profissão do educador de
infância, através de uma continuada permanência em diferentes contextos reais de intervenção de um
educador de infância.
Os conteúdos programáticos correspondem às modalidades centrais da intervenção de um
educador de infância competente num sentido amplo. Isto significa que se pretende que os estudantes
compreendam a especificidade da intervenção pedagógica de um educador de infância em contextos de
creche e de jardim-de-infância.
Em última instância, os conteúdos programáticos visam que os estudantes atinjam o objetivo central da
UC, a saber, contribuir para formar educadores reflexivos, problematizando criticamente as sua conceções e as suas intervenções pedagógicas nos contextos educativos de creche e de jardim-de infância.

Metodologias de ensino

Criam-se espaços de formação quer em contexto reais de trabalho dos educadores de infância, quer nas
sessões de reflexão cooperada no estágio, quer ainda nas sessões presenciais na ESE. Este dispositivo
de formação visa criar oportunidades para que cada estudante desenvolva competências nas diferentes
áreas da sua futura intervenção educativa.

As sessões realizadas na ESE são dedicadas à análise e interpretação das situações pedagógicas,
promovendo a reflexão – retrospetiva – sobre as intervenções pedagógicas Serão também realizadas sessões sobre temáticas sugeridas pelas estudantes, assim como o desenvolvimento de trabalhos em pequenos grupos realizados sobre temáticas escolhidas pelas estudantes e posteriormente apresentados à turma.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

Esta componente de prática de ensino supervisionada
concretiza-se através da sua intervenção em atividades diferenciadas nos contextos, com supervisão dos educadores de infância cooperantes com quem realizaram estágio no 1º e 2º semestres do curso e com o apoio e acompanhamento de um dos docentes que integram a equipa desta UC.
As metodologias propostas favorece a reflexão acerca da congruência entre os estilos
singulares de aprendizagem, as estratégias utilizadas e a realização do relatório final de estágio.
Todos estes dispositivos e procedimentos permitem que os estudantes desenvolvam um saber situado
que promova a sua capacidade de estabelecer relações entre os diferentes domínios do saber
pertencentes à cultura da educação de infância no sentido abrangente do termo.
Noutros termos, esses mesmos dispositivos respondem cabalmente aos objetivos da UC, permitindo o
desenvolvimento de uma identidade profissional de educador de infância reflexivo e crítico, apto a
desenvolver a sua intervenção pedagógica intencional nos contextos de educação de infância (creche e Jardim-deinfância).

Metodologia e provas de avaliação

Avaliação
- - Trabalho individual de reflexão sobre a intervenção pedagógica e adaptação em creche e jardim de infância. 15%; -
- Trabalho de grupo escrito sobre um tema escolhido pelas estudantes, de entre os abordado nas aulas ou nas Aulas Abertas, 15%

- relatório final de estágio 70%.

NOTA: a avaliação da UC sai no dia da Apresentação Pública do Relatório Final.
- Esta UC não pode ser realizada por exame.

Regime de assiduidade

Obrigatoriedade de 75% de assiduidade

Bibliografia

Araújo, S. , & Andrade, F. (2008). Da participação convencionada à participação efetiva: um estudo de caso alicerçado na escuta da criança em contexto de Educação de Infância.
In J. Oliveira-Formosinho, A escola vista pelas crianças (pp. 95-116). Porto Editora

Bilton, H., Bento, G., Dias, G. (2017). Brincar ao ar livre – oportunidades d desenvolvimento e de aprendizagem fora de portas. (0/6 anos). Coleção Educadores em Açção. Porto Editora.

Cairuga, R., Costa de Castro, M., Costa, M.R., (orgs.) (2015). Bebês na Escola: observação, sensibilidade e experiências essenciais. Editora Mediação.

Dahlberg, G. Moss, P., Pense, A. (2003). Qualidade na Educação da Primeira Infância perspetiva pós-modernas. Artmed.

Filho, A. (org). (2016).Educar na creche_ uma práica construida com os bebés e para os bebés. Editora Mediação

Fochi,P. (2015). Afinal o que fazem os bebés no berçário? Comunicação, autonomia e saber fazer em um cotextos de vida coletiva. Penso Editora
Guimarães, D. (2011). Relações entre bebés e adultos na creche. O cuidado como ética. São Paulo: Cortez Editora.
Horn,M.G. (2017) Brincar e interagir nos espaços infantis. Penso Editora.

ME – DEB (2016). Orientações Curriculares para a Educação Pré-escolar. http://www.dge.mec.pt/noticias/educacao-de-infancia/orientacoes-curriculares-para-educacao-pre-escolar

Moita, C. (2012). Para uma ética situada dos profissionais de educação de infância. APEI

Moss, P. (2012). A prática reflexiva na educação infantil:
http://www.grupoa.com.br/site/revistapatio/ artigo/6836/a-pratica-reflexiva-na-educacao-infantil.aspx

Ostetto, L. (2013). Educação Infantil saberes e fazeres da formação de professores. Papirus Editora
Post, J. & Hohmann, M. (2003), Educação de bebés em infantários. FCG

Sarmento, M. J. (2012). Construir a educação infantil na complexidade do real. Revista

PátioEducação Infantil, Porto Alegre, Ano X, N32, julho http://www.grupoa.com.br/site/revista-patio/artigo/7222/construir-a-educacao-infantil-na-complexidade-doreal. aspx

Vasconcelos, T. (2009). A educação de Infância no cruzamento de fronteiras. Lisboa: Texto Editores

Vasconcelos, T. (2012). A Casa [que] se Procura - Percursos Curriculares na Educação de Infância em Portugal. Lisboa: APEI.

Vasconcelos, T. (2012). Tecendo Tempos e Andamentos na Educação de Infância (Última lição). Odivelas: Editora Média XXI.

Zavalloni, G. (2015) La Pedagogia del caracol: por una escuela lenta y no violenta. Barcelona: GRAÓ Editora

Observações



Opções
Página gerada em: 2024-06-25 às 14:01:09 Última actualização: 2010-07-19