This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > PG_EE07
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?

Pedagogia Diferenciada e Desenvolvimento Curricular

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2023/2024 - 2S

Código: PG_EE07    Sigla: PDDC
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
PG_EE 24 Plano de estudos_14 4,0 15

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Luísa Manuela da Costa Ramos de CarvalhoResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 1,00
Luzia Lima-Rodrigues   1,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

O objetivo principal desta unidade curricular é analisar criticamente a conceção de pedagogia diferenciada, em contraposição a outras pedagogias consideradas “inclusivas”, mas que, diante de um olhar mais crítico e atento, na verdade estruturam-se como soluções não inclusivas. Neste sentido, pretende-se que os estudantes sejam capazes de:
- Aprofundar conhecimentos sobre as teorias que fundamentam a diferenciação pedagógica e o desenvolvimento curricular,
- Analisar criticamente diversos discursos pedagógicos e tomar consciência das suas coerências e contradições, bem como dos dilemas éticos da profissão.
- Analisar criticamente o currículo, suas conceções e práticas, à luz do paradigma da inclusão e dos atuais referenciais teóricos e legislativos nacionais e internacionais.
- Aprimorar competências para o apoio ao desenvolvimento de culturas e práticas profissionais inclusivas, com ênfase na intervenção junto ao sistema educativo e à escola e seus atores, mais do que junto ao aluno e sua condição de deficiência.

Conteúdos programáticos

Pretende-se que este programa seja flexível e evolutivo: adaptações serão feitas em função dos interesses e das evoluções pedagógicas dos estudantes. Os conteúdos programáticos serão desenvolvidos à volta dos seguintes eixos:

I. Pedagogia diferenciada e desenvolvimento curricular: definição de conceitos.
II. Autonomia e flexibilidade curricular: desafios da equidade e da inclusão.
III. O Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, o Decreto-Lei 55/2018 e o Decreto-Lei 54/2018, alterado pelo Decreto-Lei 11/2019.
IV. Diferenciar a pedagogia: como? Desenho Universal para a Aprendizagem, Sala de aula Invertida, Metodologias Ativas, Aprendizagem Baseada na Ação e outras formas de diferenciação.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

A pedagogia diferenciada parte da constatação que os alunos têm competências e formas de aprendizagem muito diferentes. A pedagogia diferenciada tenta dar resposta a esta heterogeneidade. Neste sentido os conteúdos programáticos incidem na compreensão da exclusão escolar interrogando o sistema educativo como um todo, sobretudo as conceções e práticas que se estruturaram historicamente como uma solução não inclusiva. Para tal, os conteúdos incidirão no estudo do currículo como um dos aspetos centrais que devemos levar em conta quando procuramos uma educação inclusiva.

Metodologias de ensino

O programa organizar-se-á em torno dos seus próprios conteúdos e será desenvolvido de forma contextual, não-linear. Para isso, os conteúdos serão ancorados na experiência dos alunos e a sua abordagem será expositivo-dialógicas e conduzindo a uma Aprendizagem Baseada na Ação, de forma a estimular a participação crítica e a comunicação aberta, constante e intencionalmente mediada, entre todos: docente-estudantes, estudantes-estudantes.
O acompanhamento tutorial, pessoal ou em grupo, consistirá na orientação e organização do estudo sobre as temáticas a aprofundar, para além do esclarecimento de dúvidas delas decorrentes.
Espera-se que cada estudante (a) participe na discussão das questões em análise, bem como nas atividades propostas; (b) leia, analise e discuta os textos/vídeos propostos; (c) execute os produtos de avaliação solicitados, evidenciando, com clareza e rigor, os conhecimentos adquiridos; (d) envolva-se no estudo/preparação para as atividades de avaliação.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

Com as aulas ativas, expositivo-dialógicas, pretende-se que os alunos se interroguem sobre os temas em discussão, analisando criticamente a sua experiência profissional e as realidades de diferentes escolas e contextos educativos, à luz das atuais conceções sobre equidade e inclusão.
Os saberes e as competências adquiridos pelos estudantes nos seus diversos contextos de vida são considerados recursos fundamentais. Pretende-se que os saberes a adquirir pelos estudantes sejam construídos em articulação com os saberes existentes.

Metodologia e provas de avaliação

A avaliação será contínua incidirá sobre a participação ativa dos estudantes nas aulas, sobre as reflexões suscitadas nas aulas, sobre o trabalho de investigação autónoma dos alunos e, por conseguinte, sobre a produção académica resultante da qualidade de todas estas ações.
O produto de avaliação desta UC será realizado em grupos e culminará num texto de cerca de 3 páginas, dividido em 2 partes:
Parte 1. Um panorama sobre desenvolvimento curricular e pedagogia diferenciada.
Parte 2. Políticas públicas: alavancas para a participação e a aprendizagem de todos os alunos.

Em seguida, deverá ser apresentado o RTP - Relatório Técnico-Pedagógico de 1 caso concreto de estudante com medidas seletivas ou adicionais. Na operacionalização das medidas, deverá ser apresentado o exemplo de uma sessão, lição ou aula, com o objetivo promover a aprendizagem, a participação e/ou o sentido de pertença deste aluno-caso (100%).

A avaliação em exame incidirá sobre os textos referidos na bibliografia principal da UC (100%)

Regime de assiduidade

Conforme o regulamento

Bibliografia

Decreto-Lei n.º 54/2018, de 6 de julho.
DGE (2017). Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.
European Agency for Development in Special Needs Education (2012). Formação de Professores para a Inclusão Perfil de professores inclusivos. https://www.european-agency.org/sites/default/files/profile_of_inclusive_teachers_pt.pdf
Nunes, C., Madureira, I., (2015) Desenho Universal para a Aprendizagem: Construindo práticas pedagógicas inclusivas, Da Investigação às Práticas, 5(2), 126 - 143. https://repositorio.ipl.pt/bitstream/10400.21/5211/1/84-172-1-SM.pdf
Roldão, M.C.; & Almeida, S. (2018). Gestão curricular para a autonomia das escolas e professores. Direção-Geral da Educação. https://www.dge.mec.pt/sites/default/files/Curriculo/AFC/livro_gestao_curricular.pdf
Sacristán, Jose Gimeno (org). (2013). Saberes e incertezas sobre o currículo. Penso.
UNESCO (2017). Manual para garantir inclusão e equidade na educação. https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000370508
UNSECO (2020). Relatório de monitoramento global da educação – resumo, 2020: Inclusão e educação: todos, sem exceção. https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000373721_por?posInSet=8&queryId=9d743461-cfba-477f-a737-d0c1093f6b76

Opções
Página gerada em: 2024-06-25 às 13:03:20 Última actualização: 2010-07-19