This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > CS200020
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Géneros Jornalísticos

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2020/2021 - 1S

Código: CS200020    Sigla: GJ
Áreas Científicas: Ciências da Comunicação
Secção/Departamento: Ciências da Comunicação e da Linguagem

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
CS 43 Plano de Estudos a partir de 2014 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Ricardo Jorge Melo NunesResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Ricardo Nunes   4,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Conceptualmente conhece as diferentes abordagens associadas ao estudo de gêneros jornalísticos;
Conhece as características dos diferentes tipos e tipos de jornalismo associando-os aos diferentes meios;
Desenvolve técnicas que permitem um correcto e rigoroso desempenho do uso dos Géneros;
Identifica e caracteriza as diferentes fases da atividade jornalística e os procedimentos técnicos que as definem.

Conteúdos programáticos

GÊNEROS JORNALÍSTICOS E CONTEXTOS PROFISSIONAIS
Noção de Gêneros Jornalísticos (História, Critérios de classificação, Informativo, Analítico e Opinião, jornalismo especializado), Língua jornalística

Definição e prática de gêneros jornalísticos
- Relatório: de evento (História de Fato), de ação (História de Ação); Breve (Seguimento
História); Pesquisa;
- A entrevista, modelos e técnicas de realização; A entrevista direta;
A entrevista editada; A entrevista de personalidade;
- Levantamentos, modelos de aplicação e princípios gerais
Questionário e seleção de amostra.

Jornalismo Audiovisual - Rádio
- Da informação instantânea, dos modelos de rádio de informação, das normas técnicas de escrita e sonorização.

O Jornalismo Audiovisual - Televisão
- Da informação audiovisual aos gêneros orientados para o olho.

O Jornalismo Online
- Da linguagem híbrida à emergência de um novo gênero jornalístico à infografia.

INFORMAÇÃO DE GÉNERO
Noção de gêneros informativos
- Informação, tratamento e investigação
- Técnicas de notícias, fontes; A liderança eo corpo da informação

Interpretação de jornais
- O Relatório Interpretativo
- Uma crônica, modelos dominantes: judicial, desportiva, etc.

GÊNERO DE LEITURA
Comentário e Opinião
- O artigo, o editorial, a coluna de opinião

A Crítica da Revista e a Relação com o Leitor
- O papel do Provedor do Leitor na monitorização crítica do conteúdo do Jornal


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Com base nos objetivos acima mencionados, pretendemos conciliar a componente expositiva dos temas com a aplicação prática das diversas experiências e estudos de caso, visando a compreensão global dos conteúdos e abordagens propostos. Assim, os conteúdos propostos buscam responder ao conjunto de objetivos estabelecidos, buscando evidenciar os componentes teóricos / expositivos com a aplicabilidade dos vários meios de comunicação estudados.

Metodologias de ensino

A unidade curricular baseia-se em palestras dedicadas aos conteúdos programáticos propostos, utilizando-se de estudos de casos para exemplificar os vários géneros jornalísticos
No que se refere às metodologias de avaliação, pretende-se que, de forma sustentada, os alunos escolham, em grupo, abordar um gênero e subgênero jornalísticos e definir uma área de ação. Após apresentação ao professor e sua aprovação, será seguido um processo para a construção de um relatório, tanto prático como reflexivo sobre a aplicação / tema a ser desenvolvido.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

No final do trabalho, o aprendizado esperado é centrado em três domínios principais: (a) organização e gestão da informação, evidenciando a apropriação e utilização de conceitos diferenciados; (B) produção de textos de dimensões e problemas variados; (C) Domínio conceitual e prático dos diferentes gêneros jornalísticos, bem como questões intrínsecas à linguagem e atividade do jornalismo.

Metodologia e provas de avaliação

Trabalhos obrigatórios:

Frequência de avaliação - teste global no final do semestre - 50%
Trabalho de grupo (texto e apresentação) - 20%
Crítica revisão - 15%
Participação - 15%


A aprovação desta UC está sujeita ao cumprimento dos seguintes requisitos:
- a assistência e realização dos trabalhos nas sessões presenciais e/ou trabalhos de grupo, de acordo com o Regulamento de Avaliação e Frequência;
- a realização de todos os elementos de avaliação constantes no programa.

Nota:
Esta UC pode ser realizada através de exame.

Regime de assiduidade

Obrigatório

Bibliografia

AAVV. (1998). Serviço de reportagem. Uma antologia de jornalismo português de imprensa. Lisboa: Editorial Notícias.

AAVV. (2005). Livro de Estilo - Público. Lisboa: Público.

Arfuch, L. (1995). La entrevista, una invención dialógica. Barcelona: Paidós Comunicación.

Bastos, H. (2000); “Jornalismo Electrónico”, Coimbra, Minerva.

Boucher, J. D. (1994). A reportagem escrita. Mem Martins: Editorial Inquérito.

Cabrera, A. (Org.) (2011). Jornais, Jornalistas e Jornalismo – Sécs. XIX e XX, CIMJ.

Casasús, J., & Ladevéze, L. N. (1991). Estilo Y Géneros Periodísticos. Barcelona: Ariel.

Chaparro, M. C. (1998). Percursos e géneros do jornalismo português e brasileiro. Amadora: Jortejo

Correia, F.; “Os Jornalistas e as Noticias”, Lisboa, Caminho, 1998

Fontcuberta, M. d. (1993). A notícia. Pistas para perceber o mundo. Lisboa, Editorial Notícias

Ganz, P.; “A Reportagem em Rádio e Televisão”, Lisboa, Inquérito, 1993

Lagardette, J. M. (1998). “Manual da Escrita Jornalística”, Lisboa,
Pergaminho,1998

Mesquita, M. (1998). “O Jornalismo em Análise”, Coimbra, Minerva.

López, M. (1995). “Cómo se Fabrican las Noticias”, Barcelona, Paidos.

Ponte, C. (2004). Leituras das Notícias. Lisboa: Livros Horizonte.

Rebelo, J. (2000). “O Discurso do Jornal”, Lisboa, Noticias.

Ricardo, D. (2004). Ainda bem que me pergunta. Manual de escrita jornalística. Lisboa: Editorial Notícias.

Rodrigues, E. (2003). Crónica Jornalística. Século XIX. Lisboa: Círculo dos Leitores.

Traquina, N. (1993). “Jornalismo: Questões, Teorias e Estórias”, Lisboa, Vega.

Observações

x

Opções
Últimas Notícias
Provas públicas para apreciação do relatório do projeto de investigação
Pré-Requisitos 2021/2022 - Calendário
Aula Aberta | Entre o JI e a escola do 1º CEB
Aula Aberta | "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ"
Horários 2º semestre 2020/21 | atualização 31 março 2021
Página gerada em: 2021-04-12 às 15:03:38 Última actualização: 2010-07-19