This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > CS30028
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Cinema e Televisão

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2020/2021 - 1S

Código: CS30028    Sigla: CT
Áreas Científicas: Ciências da Comunicação
Secção/Departamento: Ciências da Comunicação e da Linguagem

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
CS 35 Plano de Estudos a partir de 2014 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Marta Sofia da Luz Marcos Pinho AlvesResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Marta Alves   4,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

No final da unidade curricular o estudante deve ser capaz de:
- identificar as principais etapas da história do cinema e da televisão no contexto nacional e internacional.
- compreender as especificidades originais de cada medium
- compreender as transformações suscitadas pelo digital
- reconhecer os principais temas e problemas que se colocam ao cinema e à televisão no contexto contemporâneo nacional e internacional. 

- discutir uma problemática ou tema inerente a esta área e fazê-lo de forma atual, informada e clara.

Conteúdos programáticos

Parte I: O cinema e a televisão antes do digital
1. História breve do cinema. O caso português.
2. História breve da televisão. O caso português.
Parte II: O cinema e a televisão na era do digital
1. As questões técnicas
2. As questões culturais
3. As questões sociais
4. As questões políticas
5. As questões estéticas


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os conteúdos programáticos procuram identificar os principais temas e problemas associados à televisão e ao cinema na contemporaneidade dando particular relevância ao caso português. Essa abordagem será estruturada em duas partes, assumindo-se, contudo, que a primeira serve para preparar e contextualizar a segunda que nos interessa trabalhar de forma mais aprofundada: 1. O cinema e a televisão antes do digital - traça uma história de cada medium, desde a génese ao advento da era digital, assinalando as proximidades, oposições e contaminações entre ambos tendo em conta as suas dimensões culturais, sociais e estéticas; 2. O cinema e a televisão na era digital - recorrendo a trabalhos teóricos de referência e outros mais recentes, procura identificar e analisar alguns dos temas e problemas que se colocam ao cinema e à televisão no limiar do novo século e, em particular em Portugal, que são de ordem múltipla (tecnológica, cultural, política, social, educativa, etc.).
Pretende-se assim fornecer aos estudantes os instrumentos para reflexão crítica aprofundada sobre as questões com que, como cidadãos e futuros profissionais da comunicação, se podem enfrentar neste domínio.

Metodologias de ensino

Cada aula será composta por duas partes.
Na primeira parte, que terá a duração de 120 minutos, está previsto o acompanhamento prático das diversas etapas de elaboração dos trabalhos propostos.
A segunda parte, que terá a duração de 120 minutos, será composta por uma secção expositiva, durante a qual será feita uma apresentação dos principais temas e conceitos, com recurso a importantes textos teóricos (clássicos ou recentes) dedicados aos mesmos, à qual se seguirá uma discussão coletiva e uma síntese das principais ideias apresentadas.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A metodologia adotada na primeira parte da aula tem como propósito permitir aos estudantes testar as conexões entre a teoria e a sua aplicação num trabalho em curso e conduzi-los pelas várias etapas de elaboração de um trabalho académico.
A metodologia adotada na segunda parte da aula tem como objetivo introduzir de forma sistemática os vários conteúdos programáticos e conduzir os estudantes a refletir sobre os mesmos, a identificar questões e problemas e permitir o seu aprofundamento teórico.

Metodologia e provas de avaliação

1. Trabalho de grupo [60%]
Elaboração de um paper [máximo 3500 palavras, incluindo introdução e conclusão (aproximadamente 10 páginas] a partir de um de vários temas gerais propostos pela docente. O progresso deste trabalho será analisado semanalmente em contexto de aula. O mesmo deverá ser entregue por escrito e apresentado oralmente nas datas indicadas e de acordo com as normas definidas.

2. Teste de avaliação [40%]

Um documento específico sobre a avaliação será distribuído aos estudantes explicando as normas de elaboração e os prazos de entrega respeitantes a cada elemento de avaliação.

Os trabalhos apenas serão considerados entregues se recebidos presencialmente pela docente. Não serão aceites quaisquer trabalhos colocados no cacifo da docente ou enviados por e-mail ou outros meios eletrónicos.


Porcada dia de atraso na entrega de qualquer dos elementos de avaliação será descontado um valor na sua classificação final.

Aos trabalhos que recorram a plágio, integral ou parcial, será atribuída a classificação de 0 valores.

Regime de assiduidade

Participação dos estudantes regulares
Espera-se que cada estudante: (a) esteja presente em 75% das aulas e participe na discussão das questões em análise assim como nos trabalhos de grupo; (b) leia, analise e esteja preparado para discutir os textos de apoio apresentados; (c) execute os trabalhos programados.
Participação dos trabalhadores-estudantes
Cada caso deverá ser negociado com a docente durante os primeiros 15 dias após o início das aulas.

Bibliografia

Alves, Marta Pinho (2017), Cinema 2.0: Modalidades de produção cinemática do tempo do digital. Covilhã: Labcom.IFP.
Cádima, Francisco Rui (2011), A Televisão, o Digital e a Cultura Participativa. Lisboa: Media XXI.
Eco, Umberto (1989 [1983]), Viagem na Irrealidade Quotidiana. Lisboa: Difel.
Jenkins, Henry (2006), Convergence Culture: Where old and new media collide. Nova Iorque: New York University Press.
Kaye, Nick (2007), Multi-Media: Video, installation, performance. Londres: Routledge.
Manovich, Lev (2001), The Language of New Media. Cambridge: MIT Press.
Miller, Toby (2010), Television Studies: the basics. Londres, e Nova Iorque: Routledge.
Mirzoeff, Nicholas (2016), How to See the World: An introduction to image, from self-portraits to selfies, maps to movies, and more. Nova Iorque: Basic Books.
Missika, Jean-Louis (2006), La Fin de la Télévision. Paris: Seuil.
Rombes, Nicholas (2009), Cinema in the Digital Age. Londres: Wallflower.
Torgal, Luís Filipe (coord.) (2001), O Cinema sob o Olhar de Salazar. Lisboa: Temas e Debates.
Torres, Eduardo Cintra (2011), Televisão e Serviço Público. Lisboa: FFMS.
Tryon, Chuck (2009), Reinventing Cinema: Movies in the age of media convergence. Nova Jérsia: Rutgers University Press.

Opções
Últimas Notícias
Provas públicas para apreciação do relatório do projeto de investigação
Pré-Requisitos 2021/2022 - Calendário
Aula Aberta | Entre o JI e a escola do 1º CEB
Aula Aberta | "CORAGEM HOJE, ABRAÇOS AMANHÃ"
Horários 2º semestre 2020/21 | atualização 31 março 2021
Página gerada em: 2021-04-12 às 14:11:22 Última actualização: 2010-07-19