This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > DN08
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Planeamento de Programas em Desportos de Natureza

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2021/2022 - 2S

Código: DN08    Sigla: PPDN
Áreas Científicas: Gestão e Administração
Secção/Departamento: Ciências e Tecnologias

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
TSPDN 42 Plano de estudos 2016_17 4,0 36 108,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Amílcar Sardinha AntunesResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 2,40
Amílcar Antunes   2,40

Língua de Ensino

Português/Inglês

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Conhecer os conceitos de planeamento e analisar as suas funções fundamentais.
Saber definir os objetivos e o processo de planeamento nas organizações desportivas em geral e nos Desportos de Natureza em particular.
Descrever o processo de tomada de decisão e analisar a sua importância no planeamento de programas de Desportos de Natureza.
Conhecer as principais teorias e tendências sobre a motivação.
Descrever o processo de comunicação e os seus elementos essenciais.
Conhecer a estrutura e a dinâmica das organizações desportivas que operam no âmbito dos Desportos de Natureza.

Conteúdos programáticos

PLANEAMENTO
Missão e objetivos; Planos; Níveis de planeamento; Gestão por objetivos; Planeamento estratégico.
ORGANIZAÇÃO
Processo e objetivos da organização; Funções, departamentalização e diferenciação; Princípios de organização; Estruturas organizacionais:
Tipos de estrutura; Determinantes da estrutura; Autoridade, influência e poder.
DIREÇÃO
Motivação.
Teorias sobre motivação; A motivação na prática.
Liderança.
Estilos de liderança; Abordagem comportamental; Abordagem situacional; Fatores que afetam a escolha do estilo de liderança.
Comunicação.
Fluxos de comunicação; Canais e redes de comunicação; Barreiras e desenvolvimento da comunicação.
CONTROLO
Processo e tipos de controlo; Controlo e avaliação de desempenho; Controlo financeiro.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

O planeamento de programas em desportos de natureza revela-se como um pilar na base de compreensão da preparação de atividades em desportos de natureza, pelo que se pretende dotar o aluno de conhecimentos que lhes permita perspetivar o momento interativo de diferentes situações de exercício em diferentes populações, em desportos de natureza.

Metodologias de ensino

Exposição de temas pelo docente; discussão orientada de temas em plenário e/ou pequenos grupos; realização de trabalhos práticos ou aplicados; elaboração de trabalhos escritos; apresentação e discussão de trabalhos de grupo.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

No final do trabalho as competências esperadas situam-se em torno dos seguintes domínios:
- Apropriação e domínio dos conhecimentos relativos aos vários temas tratados;
- Domínio de utilização de instrumentos de planeamento.
- Utilização, de forma criteriosa e fundamentada, dos conhecimentos adquiridos em situações de caráter prático/aplicado.
- Capacidade de pesquisa bibliográfica na realização de trabalhos escritos e/ou apresentações orais.

Metodologia e provas de avaliação


(Avaliação em regime normal)
- Participação - 10%.
- Trabalho em grupo - 40%.
- Testes - 50%
Exame final: os estudantes que não obtiverem uma classificação final superior ou igual a 9.5 no regime de avaliação contínua serão remetidos para exame final.
Para estar no processo de avaliação contínua o aluno tem que cumprir uma assiduidade de 75%.

Para efeitos de atribuição da classificação final, poderá o docente estipular, se achar necessário para uma melhor clarificação do processo de avaliação, a discussão oral de qualquer uma das produções desenvolvidas pelos estudantes.

Avaliação final
Em alternativa à avaliação contínua, os estudantes poderão fazer um exame final. Caso escolham o exame final podem, tal como os restantes estudantes, acompanhar as atividades realizadas pela página da UC na plataforma moodle e colocar as suas dúvidas ao docente.

Regime de assiduidade

Espera-se que cada estudante esteja no mínimo em 75% das sessões de aplicação prática e que analise e discuta as tarefas propostas e execute os produtos de avaliação em estreita relação com os docentes da UC, excetuam-se os estudantes com estatuto especial (Artigo 24º do RFA).

O regime de assiduidade não se aplica respeitando as orientações emanadas pelo IPS.

Bibliografia

Arraya, M., & Silva, M. N. (2014). Tendências Contemporâneas da Gestão Desportiva. Lisboa: Visão e contextos, Edições e Representações, Lda.
Colaço, C. (2004). Manual de Planeamento Estratégico. Investigação um ato de Gestão. Lisboa: FMH-UTL.
Harrison, G., & Erpelding, M. (2012). Outdoor Program Administration - Principles and Practices. Champaign USA: Human Kinetics.
Hoey, R., Smith, A. C., Stewart, B., & Westerbeek, H. (2012). Sport Management Principles and applications 3ªedition. New York: Routledge.
Lussier, R. N., & Kimball, D. C. (2014). Applied Sport Management Skills. Champaign, IL: HUMAN KINETICS.
Masteralexis, L. P., Barr, C. A., & Hums, M. A. (2012). Principles and Practice of Sport Management (Fourth edition ed.). USA: Jones & Bartlett Learning.
Pires, G. (2007). Agôn Gestão do Desporto o jogo de Zeus. Porto: Porto Editora.

Kraus, R. & Curtis, E. (1990). Creative management in recreation, parks, and leisure services. St. Louis: Times Mirror.

Mintzberg, H. (1995). Estrutura e dinâmica das organizações. Lisboa: Publicações D. Quixote, Lda.

Slack, T. (1997). Understanding Sport Organisations. Champaign: Human Kinetics.

Taks, M. & Hebbrecht, J. (1996). Competencies of Sport Managers: An empirical analysis. Faculty of Physical Education and Physiotherapie, K. U. Leuven, Bélgica.

Opções
Últimas Notícias
Exposição e Apresentação de Posters sobre tarefas matemáticas
Aula aberta | O pensamento computacional no currículo de Matemática do ensino básico
Roteiro Antiracista | junho 2022
Eleição do(a) Diretor(a) da ESE/IPS
Candidaturas a Mestrados e Pós-Graduação ESE/IPS
Página gerada em: 2022-05-25 às 11:08:32 Última actualização: 2010-07-19