This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > LGP10004
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Linguística Portuguesa I

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2021/2022 - 1S

Código: LGP10004    Sigla: LPI
Áreas Científicas: Línguas e Literatura
Secção/Departamento: Ciências da Comunicação e da Linguagem

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LGP 22 Plano de Estudos 4,0 48 108,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Ana Luísa da Piedade Melro Blazer Gaspar CostaResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 3,20
Carolina Silva   3,20

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

- Adquirir conhecimentos fundamentais da área das Ciências da Linguagem e da Linguística Portuguesa;
- Reconhecer a diferença entre os conceitos de linguagem, língua e fala;
- Abordar questões relativas à aquisição da linguagem;
- Refletir acerca de correntes do pensamento linguístico ocidental;
- Descrever e comparar aspetos do funcionamento das línguas orais e das línguas gestuais;
- Integrar a presença do português no contexto europeu e mundial;
- Identificar variedades linguísticas presentes na(s) comunidade(s);
- Reconhecer diferentes aceções de Gramática;
- Refletir sobre propriedades específicas da fonética e da fonologia do português.

Conteúdos programáticos

A. Ciências da Linguagem
1. Linguagem, língua, fala
2. Línguas orais e línguas gestuais
3. Aquisição e desenvolvimento da linguagem
4. Diversidade e variação linguística
4.1. Línguas e famílias de línguas – línguas indo-europeias
4.2. A língua portuguesa no mundo
5. Conhecimento linguístico
5.1. Conceito(s) de Gramática
5.2. Conhecimento implícito, consciência linguística e conhecimento explícito
5.3. Gramaticalidade, agramaticalidade e aceitabilidade
B. Componentes da gramática e níveis de análise linguística: Fonética e Fonologia do português
1. Relações entre sons da fala e ortografia
2. Descrição e classificação dos sons da fala
3. Segmentos fonológicos
4. Processos fonológicos


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os oito primeiros objetivos desenvolvem-se mobilizando os conhecimentos relativos aos conteúdos listados em A, sendo o último objetivo relativo a conhecimentos da área da Fonética e Fonologia do português. As aprendizagens decorrentes das leituras e da reflexão em torno dos conteúdos programáticos sustentam o desenvolvimento dos objetivos previstos, quer os de carácter mais teórico, quer os que visam a prática profissional de um futuro tradutor e intérprete.

Metodologias de ensino

Na UC Linguística Portuguesa I, valorizam-se metodologias que propiciam a relação entre teoria e prática, assentes na exposição teórica, nas interações pedagógicas, na realização de exercícios (individuais e em grupo), no trabalho de pesquisa. Considera-se prioritário o desenvolvimento de competências que envolvam processos de análise e de síntese, de reflexão crítica, bem como a criatividade, a autonomia e a capacidade de concretizar atempadamente tarefas propostas.
A abordagem aos temas do programa será da responsabilidade da docente. O aprofundamento das reflexões e a apresentação de problemas serão da responsabilidade dos estudantes, constituindo, por isso, objeto de avaliação da participação em aula. Os estudantes serão incentivados a comunicar e partilhar dúvidas, pontos de vista, opiniões e argumentos. A leitura individual, em pares ou em grupo, de textos de preparação das aulas e de textos complementares de aprofundamento é essencial para o progresso das aprendizagens.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

As metodologias privilegiadas garantem o desenvolvimento dos objetivos do programa de forma adequada aos perfis diferenciados de estudantes.
Ao longo do processo de aprendizagem, os estudantes deverão mobilizar conceitos fundamentais de gramática do Português e dominar géneros orais e escritos adequados à apresentação de leituras, à discussão de temas, a trabalhos de pesquisa e à reflexão sobre questões do programa da UC. Em todos os momentos de participação em aula, deverão evidenciar um domínio proficiente da expressão oral e escrita para fins académicos e recorrer a suportes convencionais e tecnológicos diversificados, tendo em vista quer o desenvolvimento de competências essenciais ao percurso académico, quer a prossecução da sua formação profissional.

Metodologia e provas de avaliação

Os elementos da avaliação contínua têm os pesos que se indicam a seguir:
- Participação nas atividades das aulas e realização das tarefas propostas (10%);
- Teste presencial escrito individual sobre os conteúdos do programa (50%);
- Trabalho de pesquisa em grupo e sua apresentação oral em aula (40%).

Em alternativa à avaliação contínua, os estudantes podem fazer um exame final (100%). Durante a primeira semana de aulas, deverão contactar a docente da UC, a fim de indicarem por qual das modalidades optam. Caso escolham o exame final podem, tal como os restantes estudantes, acompanhar as atividades realizadas pela página da UC na plataforma Moodle.
Os estudantes com estatuto especial devem contactar a docente da UC, até ao final da primeira quinzena do semestre, para definir as formas de avaliação.

Regime de assiduidade

É obrigatória a presença em 75% das aulas.

Bibliografia

Costa, J. & Santos, A. L. (2003). A Falar como os bebés. O desenvolvimento linguístico das crianças. Lisboa: Editorial Caminho.
Duarte, I. (2000). Língua Portuguesa: Instrumentos de Análise. Lisboa: Universidade Aberta.
Faria, I. H., Pedro, E. R., Duarte, I. & Gouveia, C. A. M. (orgs.) (1996). Introdução à Linguística Geral e Portuguesa. Lisboa: Caminho.
Fromkin, V., Rodman, R. & Hyams, N. (2014). An Introduction to Language. Boston: Wadsworth.
Martins, A. M. & Carrilho, E. (eds.) (2016). Manual de Linguística Portuguesa. Berlin/Boston: De Gruyter.
Mateus, M. H. M. & Villalva, A. (2006). O essencial sobre Linguística. Lisboa: Caminho.
Mateus, M. H. M., Andrade, M., Viana M. C. & Villalva, A. (1990). Fonética, Fonologia e Morfologia do Português. Lisboa: Universidade Aberta.
Mateus, M. H. M., Brito, A. M., Duarte, I. & Faria, I. H. (2003). Gramática da Língua Portuguesa, 5ª edição revista e aumentada. Lisboa: Caminho.
Mateus, M. H. M., Falé, I. & Freitas, M. J. (2005). Fonética e Fonologia do Português. Lisboa: Universidade Aberta.
Raposo, E. P., Nascimento, M. F. B., Mota, M. A. C., Segura, L. & Mendes, A. (orgs.) (2013). Gramática do Português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Opções
Últimas Notícias
Atualização do Plano de Contigência COVID-19 ESE/IPS
Seminário | Carteira de Competências
Eleições Conselho Técnico-Científico ESE/IPS 2022|2025
Eleições Conselho de Representantes ESE/IPS 2022/2025
Provas públicas para apreciação do relatório do projeto de investigação
Página gerada em: 2021-12-06 às 09:23:48 Última actualização: 2010-07-19