This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > LGP10007
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Língua Gestual Portuguesa I

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2021/2022 - 1S

Código: LGP10007    Sigla: LGPI
Áreas Científicas: Línguas e Literatura
Secção/Departamento: Ciências da Comunicação e da Linguagem

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LGP 22 Plano de Estudos 6,0 72 162,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Maria José Duarte FreireResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,80
Carlos Gonçalves   4,40
Maria José Freire   0,40

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

A Língua de ensino desta UC é a LGP.

Esta UC tem por objetivo habilitar os estudantes deste Curso com uma efetiva competência comunicativa na sua língua de trabalho como Tradutores-Intérpretes da Língua Gestual Portuguesa.

Utilizar adequadamente as técnicas de expressão em LGP e as técnicas de tradução e interpretação.
Efetuar a interpretação simultânea ou consecutiva das mensagens produzidas pelos enunciadores para os seus interlocutores.
Compreender e transmitir, fielmente e de forma clara e precisa, o sentido das mensagens dos
interlocutores em presença.
Ajustar o processo de interpretação aos estilos e registos discursivos utilizados pelos interlocutores em
presença.
Analisar e corrigir a sua produção sempre que detete imprecisões ou seja alertado para esse facto.
Averiguar, sempre que necessário, o grau de compreensão das mensagens traduzidas para os seus
destinatários surdos e ouvintes, a fim de prevenir mal entendidos e perdas de informação.

Conteúdos programáticos

Introdução às diferenças de estrutura gramatical entre a Língua Portuguesa e a Língua Gestual
Portuguesa; noções básicas de configurações datilológicas e fanológicas; classificadores; datilologia e
numeração (cardinais e ordinais); tópico/comentário; pergunta/resposta; inversão das negativas e
interrogativas; narrativas/histórias
Léxico básico: Apresentações; A Comunidade Surda e a Sua Cultura; Identificação Pessoal; vocabulário
do quotidiano.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Tratando-se de uma unidade de iniciação a uma nova língua, os temas abordados permitem aos alunos
interiorizar conhecimentos básicos de vocabulário do quotidiano, bem como algum vocabulário específico
no âmbito da comunidade surda, sua identidade e cultura.
A aprendizagem do vocabulário básico, bem como das estruturas gramaticais da língua gestual
portuguesa, permitirá o desenvolvimento de competências comunicacionais, tanto na perspetiva do
emissor como de recetor dos enunciados.

Metodologias de ensino

Técnica expressiva da descrição, a partir de suportes gráficos.
- Técnica expressiva do relato a partir da memória (relatar um percurso, um acontecimento do quotidiano,
etc.)
- Técnica expressiva do reconto a partir de gravuras de banda desenhada sem legendas.
- Técnica do diálogo
- Técnica da conversação em grupo
- Imersão total no ambiente comunicacional da LGP (regra do silêncio, treino da observação visual)
- Utilização do vídeo como instrumento de registo, análise e autoanálise das produções gestuais.
- Simulação de situações de conversação da vida real.
- Participação direta em espaços de encontro e de convívio da Comunidade Surda.
- Análise e reflexão sobre textos técnicos e teóricos pertinentes para os conteúdos programáticos da UC.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A Língua Gestual Portuguesa (LGP) é uma língua visuoespacial. É a língua da comunidade surda portuguesa, havendo registos da sua utilização, pelo menos, desde o século XV. Reconhecida como língua no nosso país, desde a 4ª revisão constitucional, Lei 1/97, no seu artigo 74, nº 2, alínea h), e como instrumento de acesso à educação e à igualdade de oportunidades pelos surdos portugueses. À semelhança das línguas gestuais de outros países, trata-se de uma língua natural, com gramática e léxico próprios. Apresenta características linguísticas semelhantes a qualquer outra língua natural e características próprias existentes nas línguas gestuais, pelo facto de se tratar de uma língua espaço visual.
As metodologias adotadas nesta unidade curricular respeitam, promovem e desenvolvem as características próprias de uma língua gestual.
O domínio das várias vertentes do espaço gestual, da expressão facial e corporal é desenvolvido através dos vários exercícios realizados pelos alunos e orientados pelo docente. O modo expressivo em língua gestual manifesta-se através da articulação dos gestos e da utilização do espaço gestual, e o modo recetivo através do treino visual.
Os alunos são incentivados a explorar a sua expressividade natural e os seus gestos espontâneos aproveitados para estabelecerem a ponte com os gestos do léxico da LGP.
A elaboração de pequenos textos em LGP, a partir de imagens ou temas propostos em aula, servirá para consolidar a aquisição de vocabulário e trabalhar as estruturas gramaticais da língua.
A gravação em vídeo destes exercícios e sua posterior análise permitem a consciencialização das aprendizagens realizadas bem como a correção de eventuais dificuldades no modo expressivo.

Metodologia e provas de avaliação

O trabalho desenvolvido na UC será objeto de avaliação, compreendendo as seguintes vertentes:
- Assiduidade e participação (inclui trabalhos autónomos) – 20% da nota final
- Avaliação LGP prática intermédia -40%
-Avaliação LGP prática final - 40%

COVID 19 - Consoante a duração do período de isolamento, e da forma como esta afetar a metodologia de avaliação da UC, serão propostas formas alternativas de avaliação, de acordo com as características da unidade curricular.

Bibliografia

Amaral,M.A., A. Coutinho, M. R. Delgado Martins, (1994) Para Uma Gramática da Língua Gestual
Portuguesa, Lisboa: Caminho, S. A.
Bettencourt, J., J. Catarino Soares, (1994) “ Língua Gestual Portuguesa – Língua de uma Minoria
Linguística “, in Integrar, nº4, Abr. A Jul.94, Lisboa: IEFP/SNR, pp. 49-55
Bispo, M. et al (Coord.), (2006) O Gesto e a Palavra I – Antologia de Textos sobre a Surdez, Projecto AFAS,
Lisboa: Caminho, S.A.
Bispo, M. e tal (Coord.), (2009) O Gesto e a Palavra II, Lisboa:Caminho, S.A.
Carvalho, P. V. (2007) Breve História dos Surdos. Lisboa. Surd’Universo
Gestuário – Língua Gestual Portuguesa, (1995) Lisboa: SNR – nº5, 2ª Ed.
Gestuário Digital LGP (DVD), (2008) Lisboa: INR – INR, I.P.
Laborit, E., (2000) O Grito da Gaivota, Lisboa:Caminho, S.A.
Prata, 1., (1981), Mãos que Falam, Lisboa: L.Fonética da Fac. Letras da Universidade de Lisboa e
D.G.Ensino Básico,
Vídeos: -Peça de Teatro “ As Pupilas do Sr. Reitor” (Atores Surdos)
-Workshop “ Dia Nacional da LGP”

Observações

A Língua de ensino desta UC é a LGP

Opções
Últimas Notícias
Atualização do Plano de Contigência COVID-19 ESE/IPS
Seminário | Carteira de Competências
Eleições Conselho Técnico-Científico ESE/IPS 2022|2025
Eleições Conselho de Representantes ESE/IPS 2022/2025
Provas públicas para apreciação do relatório do projeto de investigação
Página gerada em: 2021-12-06 às 09:00:08 Última actualização: 2010-07-19