This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > MPE10018
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Didática do Português e das Expressões

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2019/2020 - A

Código: MPE10018    Sigla: DPE
Áreas Científicas: Didáticas Específicas
Secção/Departamento: Ciências e Tecnologias

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
MPE 22 Plano de Estudos_15_16 12,0 144 324,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
José Carlos David Nunes GodinhoResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,80
Ana Luísa Gaspar Costa   0,80
Faisal Aboobakar Sulemangy Aboobakar   0,40
José Carlos Godinho   1,20
Mariana Oliveira Pinto   0,80
Sofia Figueira   1,60

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

1. Analisar e problematizar processos de execução, criação e apreciação artística nos contextos educativos da Creche e do Jardim-de-Infância.
2. Compreender os principais processos envolvidos na aprendizagem de “novas” habilidades motoras, identificando as variáveis suscetíveis de facilitar este processo.
3. Aprofundar o estudo da aquisição da linguagem em diferentes domínios do conhecimento linguístico, reconhecendo marcos do desenvolvimento da linguagem oral.
4. Compreender a importância de comportamentos emergentes da linguagem escrita, promovendo o desenvolvimento das literacias de leitura e de escrita.
5. Promover metodologias específicas para a educação de infância numa perspetiva integradora de contacto com manifestações literárias e com outras formas de expressão artística.
6. Planificar, implementar e avaliar práticas artísticas e de desenvolvimento da consciência linguística e da linguagem oral, em contextos educativos da creche e do jardim-de-infância.

Conteúdos programáticos

1. Processos de execução, criação e apreciação artística nos contextos educativos da creche e do jardim-de-infância
2. Facilitação do processo de desenvolvimento motor na educação de infância; observação e avaliação das habilidades motoras.
3. Conhecimento linguístico e desenvolvimento da linguagem oral.
3.1. Marcos do desenvolvimento linguístico.
3.2. Promoção do desenvolvimento da consciência linguística (fonológica, lexical, sintática, discursiva).
3.3. Comunicação oral na creche e no jardim-de-infância.
3.4. Promoção de práticas de comunicação verbal em contextos de educação de infância.
4. Abordagens à escrita:
4.1. Literacia emergente.
4.2. Descoberta da funcionalidade da linguagem escrita.
4.3. Ambientes promotores da leitura e da escrita na creche e no jardim-de-infância.
5. Processos de integração artística
6. Planificação, implementação e avaliação de práticas artísticas e do desenvolvimento verbal nos contextos educativos da creche e do jardim-de-infância.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

A principal finalidade da UC consiste em assegurar aos futuros educadores competências que permitam práticas profissionais reflexivas e autonomia nos processos de tomada de decisão nas intervenções educativas. Os conteúdos selecionados incidem em áreas matriciais da didática da língua materna e das didáticas das expressões, fundamentando competências de planificação, implementação e avaliação, numa perspetiva integradora do desenvolvimento curricular em contexto de creche e de jardim-de-infância. A mobilização de conhecimentos, capacidades e atitudes, no domínio da língua e das expressões, para o desenvolvimento de objetivos de formação dos futuros educadores concorre para uma visão de desenvolvimento curricular global e integradora, atenta à especificidade da educação de infância.

Metodologias de ensino

As sessões compreenderão a exposição e debate em torno das temáticas programáticas e a experimentação prática, individual e grupal, de processos artísticos, de desenvolvimento de linguagem verbal e da expressão físico-motora com vista a uma integração de saberes e à consistência da aprendizagem. Este trabalho teórico-prático em sala de aula será complementado com a pesquisa e leitura de documentos e a produção de trabalhos de natureza didática.
A avaliação será contínua e pontual através da participação e desempenho nas atividades propostas e na realização de tarefas específicas que incluem a pesquisa, a planificação e a avaliação pedagógica no âmbito do Português e das Expressões.
Em situação de exame, a avaliação incidirá na produção escrita, na planificação e avaliação pedagógica e nos desempenhos específicos no âmbito do Português e das diferentes Expressões.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A participação em processos de exposição oral, debate, experimentação prática, pesquisa, leitura e produção permitem o saber integrado que é anunciado nos objetivos e que inclui conhecimento, compreensão, apropriação e criação multimodais, bem como capacidades de planificação e avaliação pedagógica criando condições para que ocorram aprendizagens no âmbito da didática das expressões.

Metodologia e provas de avaliação

A avaliação incidirá sobre o trabalho desenvolvido ao longo da UC e será um processo continuado de regulação retroativa que contemplará momentos de trabalho individual e de grupo e atividades de expressão escrita e oral.
A avaliação contínua inclui os seguintes elementos e respetivas ponderações: participação nas aulas (10%); descrição e análise de uma situação com crianças em idade de creche, relacionada com o Português e/ou as Expressões (40%) e planificação de uma proposta integradora, descrição e análise da sua exploração em contexto de Estágio (50%). Em alternativa à avaliação contínua, os estudantes poderão fazer um exame final.
Durante a primeira semana de aulas, os alunos deverão contactar o docente responsável pela UC, a fim de indicarem por qual das modalidades optam. Caso escolham o exame final podem, tal como os restantes estudantes, acompanhar as atividades realizadas pela página da UC na plataforma moodle e colocar as suas dúvidas aos docentes.

Bibliografia

Aguilar, L. F. (2001). Expressão e Educação Dramática. Guia Pedagógico para o 1.º ciclo do Ensino Básico. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional.
Franco, M. (2003). A pedagogia para além dos confrontos. Educação On – Line. Fonte html: http://www.educacaoonline.pro.br/index.php?option =com_content&view=article&id=325:a-pedagogia-para-alem-dos-confrontos&catid=4:educacao&Itemid=15
Fumoto, H., Robson, S.,Greenfield, S., Hargreaves, D. J. (2012). Young Children's Creative Thinking. London: Sage Publications.
Gallahue, D., Ozmun, J., & Goodway, J. (2012). Understanding Motor Development: Infants, children, adolescent and adults (7th ed.). Boston: McGraw-Hill.
Gasparin, J. (2002).Uma didática para a pedagogia histórico-crítica.Editora Autores Associados Ltda.
Gasparin, J. (2007). Da homogeneidade à diversidade: uma didática alternativa para um novo processo histórico de educação. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, n.25,pp.192-199mar.2007.FontePDF: http://www.histedbr.fae.unicamp.br/art15_25.pdf
Godinho, J. C. e Brito, M. J. N. (2010). As Artes no Jardim de Infância. Lisboa: DGIDC.
Griffiths, F. (ed.) (2010). Supporting Children’s Creativity through Music, Dance, Drama and Art. Creative Conversations in Early Years. London: Routledge.
Libâneo, J. (2004). A didática e a aprendizagem do pensar e do aprender: a Teoria Histórico-Cultural da Atividade. Rev. Bras. Educ. [online]. 2004, n.27, pp. 5-24. Fonte PDF: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-24782004000300002&script=sci_ &tlng=pt
Mata, L. (2008). A Descoberta da Escrita. Textos de Apoio para Educadores de Infância. Lisboa: ME.DGIDC.
Ministério da Educação (2016). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: ME. DGE.
Neto, C. (2001). Motricidade e Jogo na Infância (3ª ed.). Rio de Janeiro: Sprint.
Plummeridge, C. (2001). Music and combined arts. In Philpott, C. & Plummeridge, C. (Eds). Issues in Music Teaching. London: Taylor & Francis.
Rigolet, S. (1998). Para uma Aquisição Precoce e Optimizada da linguagem – linhas de orientação para crianças até aos 6 anos. Porto: Porto Editora
Severino, J. (2008). O conhecimento pedagógico e a interdisciplinaridade: o saber como intencionalização da prática. In I. Fazenda (Ed.). Didatica e interdisciplinaridade. S.Paulo: M.R. Cornacchia Livraria e Editora Ltda: Papirus Editora.
Sim-Sim, I., Silva, A. e Nunes, C. (2008). Linguagem e Comunicação no Jardim-de-Infância. Lisboa: ME.DGIDC.
Veiga, I. (2008). Didática: uma perspetiva histórica. In B. Marchesini (Ed.). Repensando a didática. S. Paulo: M.R. Cornacchia Livraria e Editora Ltda: Papirus Editora.
Zabalza, M. (1998). Didática da Educação Infantil. Porto:Edições ASA

Observações

DEVIDO ao surto de COVID 19, as aulas presenciais foram substituídas por ensino a distância, designadamente, com recurso às Plataformas Moodle, Zoom e ao correio eletrónico. Os produtos de avaliação solicitados foram, igualmente, sujeitos a pequenos ajustes. Mais concretamente, a avaliação da segunda tarefa - Planificação de uma atividade integradora - não incluirá a sua aplicação em contexto de Estágio, mas somente as dimensões de programação e fundamentação.



Opções
Últimas Notícias
Provas públicas para obtenção do Título de Especialista
Calendário de Exames de 2º Semestre 2019/20
Alteração dos pré-requisitos 2020
Revista MEDI@ÇÕES | Open Call
Plano de Regresso Faseado ESE/IPS
Página gerada em: 2020-07-15 às 02:02:20 Última actualização: 2010-07-19