This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > PA13
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Sonoplastia e Locução

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2022/2023 - 1S

Código: PA13    Sigla: SL
Áreas Científicas: Áudio-Visuais e Produção dos Media
Secção/Departamento: Artes

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
TSPPA 15 Plano de Estudos 2015_16 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Pedro Miguel Rebelo FelícioResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Nuno Oliveira   4,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Adquirir os conceitos e técnicas para a realização de locução adequada a cada género audiovisual;
Gerir as fases de desenvolvimento de uma produção sonora;
Conceber e planear áudio adequado a diferentes meios e formatos;
Gerir e selecionar técnicas e tecnologias adequadas a cada tipologia de captura e edição sonora;
Montar e editar áudio aplicando as técnicas e tecnologias adequadas;
Preparar e otimizar áudio para divulgação online e offline.

Conteúdos programáticos

- Microfones unidirecionais, estéreo e omnidirecionais;
- Mesas de mistura e cablagem;
- Software de gravação e edição Pro tools 12 e Adobe Audition;
- Captação e registo de fontes sonoras;
- Edição e processamento de fontes sonoras (equalização, compressão, ganho, filtros);
- Sequenciação e sobreposição de materiais sonoros;
- Gravadores e formatos de gravação digital;
- Sonorização e sincronização áudio para registos vídeo;
- Mistura e masterização para diferentes plataformas e em diferentes formatos;
- Norma Loudness EBU R 128
- Podcast;
- Pós-produção de materiais sonoros;
- Projetos audiovisuais;


Software

Avid ProTools

iZotope RX

Audacity

Palavras Chave

Ciências tecnológicas > Tecnologia > Tecnologia do som

Ciências sociais > Ciências da comunicação > Estudos sobre os media > Estudos audiovisuais


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Como Unidade Curricular incluída no plano de estudos de formação de profissionais na área da produção audiovisual, pretende contribuir para a compreensão dos produtos audiovisuais como elementos críticos face ao envolvimento, estimular o emergir de valores estéticos visuais e proporcionar a compreensão de alguns dos principais aspetos a considerar na produção de materiais de natureza audiovisual.

Os conteúdos programáticos encontram-se delineados para a aquisição de competências de sonoplastia e locução, com preocupações artísticas e estéticas, que permitam uma aquisição de competências na área da expressão e comunicação visual.

A progressão na abordagem dos conteúdos permite aos estudantes compreenderem a importância das técnicas de sonoplastia e locução na imagem fixa e na imagem em movimento, para que possam conceber e construir produtos audiovisuais que transmitam claramente os valores pretendidos tal como denotem as preocupações estéticas de um produto artístico pensado com rigor e criatividade.

Metodologias de ensino

As sessões serão centradas na discussão em plenário e/ou pequenos grupos a partir da informação fornecida diretamente pelo professor ou com recurso à utilização de materiais variados.
O processo compreenderá:
(a) Leitura, discussão e análise de textos;
(b) Leitura, discussão e análise de áudio;
(c) Leitura, discussão e análise de imagens fixas;
(d) Leitura, discussão e análise de imagem em movimento;
(e) Elaboração de pequenos produtos audiovisuais em aula;
(f) Realização de um produto audiovisual individual com critérios definidos;
(g) Realização de um produto audiovisual coletivo com critérios definidos;
(h) Apresentação e discussão dos trabalhos;

Participação dos estudantes
Espera-se que cada aluno:
(a) participe na discussão das questões em análise, bem como nos trabalhos de grupo;
(b) leia, analise e esteja preparado para discutir os textos/materiais de apoio apresentados;
(c) execute os trabalhos programados.

Espera-se que os alunos com o estatuto de trabalhador-estudante ou outros estatutos especiais, que não possam estar presentes nas sessões previstas, deem conhecimento deste estatuto aos docentes nos primeiros quinze dias de aulas.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

Pretende-se com esta unidade curricular desenvolver competências com recurso a uma estratégia de blended learning, permitindo uma relação de maior proximidade entre o docente e os estudantes através de discussões frequentes e direcionadas. Paralelamente, a metodologia utilizada centra-se na leitura, visionamento, construção e utilização de produtos audiovisuais pelos estudantes, individualmente e em grupo, como defende Joan Ferrés, no conceito de vídeo pedagógico ativo e não meramente transmissivo.

O vídeo pedagógico, ou no conceito mais restrito de vídeo-produção definido por Joan Ferrés, podendo ser tratado em contexto educativo nestas diversas vertentes, permite uma abordagem transdisciplinar ao currículo da formação inicial dos estudantes do ensino superior. Desta forma, a estratégia de vídeo-produção, assente na realização de produtos audiovisuais pelos próprios estudantes, possibilita a abordagem não só a conteúdos da sua esfera específica (os meios audiovisuais) como também conteúdos mais transversais ou específicos de outras áreas de saber.

Metodologia e provas de avaliação

O trabalho desenvolvido na UC será objeto de:

I) Avaliação Formativa - 40% processo
a. Participação nas componentes teórico-práticas de áudio e imagem.
b. Discussão dos temas propostos, presencial e on-line.
c. Realização de experiências audiovisuais em aula
d. Apresentação e discussão do produto audiovisual final.

II) Avaliação Sumativa - 60% sumativa
a. Produto audiovisual final, com reflexão - 40%.
b. Produto áudio final - 20%.

Em caso de impossibilidade de participação nos momentos de avaliação, a avaliação será realizada por exame em data a definir pela Direção (exceto estudantes com estatuto especial, ver ponto 9).

Classificação
A avaliação final da UC será afixada no portal da ESE/IPS em data conforme calendário letivo, resultando das avaliações parcelares descritas anteriormente, atribuída numa escala de 0 a 20 valores.

Nota explicativa:
A avaliação das UC rege-se pelo Regulamento de Frequência e Avaliação (RFA) da ESE/IPS, podendo ser contínua ou periódica, sempre com possibilidade de exame final, exceto a UC de Estágio.
Tendo em conta a especificidade da formação e a elevada percentagem de UC de formação técnica, a assiduidade dos estudantes rege-se por um mínimo de 75% de frequência às UC, excetuando-se os estudantes com estatuto especial (Artigo 24º do RFA).

Regime de assiduidade

Os estudantes com estatuto especial e que não possam frequentar regularmente a UC poderão ser avaliados em regime de avaliação contínua, após negociação com os docentes da mesma. Desta negociação pode resultar a definição de elementos e momentos de avaliação diferentes dos expostos neste programa.

Os estudantes com estatuto normal que não obtenham aproveitamento na avaliação ou não frequentem a UC, serão avaliados por exame (sobre todos os conteúdos expostos neste programa), a ocorrer em data a definir.

Bibliografia

Almeida, C. J. M. (1988). Uma nova ordem audiovisual: novas tecnologias de comunicação. Summus Editorial.
BBC (2000) Producer’s Guidelines. Disponível em http://downloads.bbc.co.uk/guidelines/editorialguidelines/Legacy_Guidelines/2000-producers-guidelines.pdf
BRIDGETT, Rob “Post-production sound: a new production model for interactive media” in The Soundtrack, Vol. 1, No.1, 2007
COSTA, D. G. (2009). MICROFONES CARACTERÍSTICAS E APLICAÇÕES.
GRILO, João M. (1997) – A Ordem no Cinema, Lisboa, Relógio d’Água.
MENEZES, J. (2003) Tudo o que se passa na TSF. Porto: Editorial Notícias.
PRIMO, A. F. T. (2005) Para além da emissão sonora: as interações no podcasting. Intertexto, Porto Alegre, no13.
KATZ, Bob: “An Integrated Approach to Metering, Monitoring and Level Practices” in JAES, no. 9, Setembro, 2000

Opções
Página gerada em: 2023-02-02 às 01:06:07 Última actualização: 2010-07-19