Sociologia da Comunicação

Ficha de unidade curricular - Ano letivo 2020/2021

Código: CS200015
Sigla: SC
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia
Semestre/Trimestre: 1º Semestre
Cursos:
Sigla Anos Curriculares ECTS
CS 4
Nº de semanas letivas: 15
Carga horária:
Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas
Responsável: Fernando Miguel de Matos Vasconcelos Almeida
Corpo docente: Fernando Miguel de Matos Vasconcelos Almeida

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Nesta UC pretende-se que os alunos desenvolvam as seguintes competências:
• Conhece e compreende os fenómenos e processos de comunicação enquanto objetos sociológicos.
• Desenvolve atividades de investigação no domínio dos fenómenos comunicativos.
• Comunica de forma eficaz, usando a língua portuguesa para fins académicos.
• Gere eficazmente informação relevante sobre os fenómenos comunicativos e no âmbito da Sociologia da Comunicação.
• Utiliza adequadamente as tecnologias da informação e comunicação.
• Organiza e planeia o trabalho pessoal.
Tendo em conta as competências a desenvolver o estudante deve evidenciar as seguintes aprendizagens:
• Revela um conhecimento dos fenómenos de comunicação compreendendo-os enquanto processos sociológicos.
• Conhece as diferentes perspetivas teóricas e metodológicas da Sociologia na abordagem das realidades comunicativas.
• Conhece as características dos contextos organizacionais onde se inscreve a prática dos profissionais da comunicação.
• Identifica, enuncia e desenvolve problemáticas de estudo e de pesquisa no âmbito da comunicação, na multidimensionalidade das suas manifestações, dos seus fatores e dos seus impactos e em relação com os contextos sociais e culturais em que se enquadram.
• Revela capacidades de questionamento dos contextos e dos saberes, no âmbito do estudo dos processos e fenómenos de comunicação.
• Identifica fontes de informação, recolhe e analisa dados de fontes e de tipos diferentes.
• Articula e integra adequadamente informações teóricas com dados de natureza empírica.
• Compreende e mobiliza informação proveniente de uma diversidade de textos, de complexidade variável, seja oralmente, seja por escrito.
• Exprime-se de forma clara, estruturada e fluente sobre temas complexos.
• Reconhece e utiliza os discursos específicos dos seus contextos de intervenção.
• Elabora documentos em formatos e suportes diversificados.
• Usa ferramentas das tecnologias da informação e comunicação.
• Comunica usando adequadamente os meios eletrónicos disponíveis.
• Programa as etapas de ação tendo em conta os recursos e o tempo disponíveis.
• Trabalha de forma autónoma.

Conteúdos programáticos

A Comunicação como objeto sociológico - reducionismo sociológico e pluridimensionalidade da comunicação.
A emergência da sociedade de massas - as transformações económicas e sociais no séc. XX e os meios de comunicação social.
A Comunicação de massas - Os estudos dos efeitos: O Paradigma de Lasswell e os efeitos ilimitados.
Processos de mediação e os efeitos limitados da comunicação de massas: Os modelos do two-step flow e do multi-step flow.
A crítica Marxista - da manipulação ideológica à cultura de massas.
Dos efeitos das mensagens aos efeitos das tecnologias da comunicação: Mc Luhan e a aldeia global.
A produção da comunicação - o gatekeeping e os critérios de seleção das notícias
O Agenda-setting e a construção da realidade social.
Tematização e opinião pública.
A comunicação num contexto organizacional As Profissões da comunicação.
Globalização e Revolução Tecnológica: A Sociedade em Rede.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

A seleção dos conteúdos programáticos desta uc procura garantir a abordagem de uma diversidade de perspetivas teóricas, resultantes do desenvolvimento do conhecimento científico no âmbito da sociologia da comunicação, que permitem a descrição, compreensão e explicação dos fenómenos mediáticos que avassalam as sociedades atuais e dos efeitos que nelas produzem.
A diversidade destas perspetivas teóricas incide também na multidimensionalidade dos fenómenos de comunicação, evidenciando a sua complexidade e a necessidade e possibilidade da sua inteligibilidade.
A partir da sua abordagem, procura-se que os conhecimentos adquiridos pelos estudantes se possam constituir em instrumentos de decifração dos processos, das organizações e dos atores relacionados com os fenómenos comunicativos.

Metodologias de ensino

Nesta uc, prevêem-se os seguintes processos de trabalho:
• Sessões presenciais de enquadramento teórico com o recurso a metodologias diversificadas.
• Sessões presenciais de enquadramento metodológico do trabalho a desenvolver pelos alunos.
• Discussão orientada sobre temas, baseada na leitura de textos.
• Análise e interpretação colectiva de informações de carácter teórico e empírico.
• Comunicação oral dos resultados de diferentes actividades.
• Estudo individual baseado na leitura e compreensão de textos diversos em Português, Inglês ou Francês.
• Comunicação com o professor e colegas por email.
• Utilização das páginas da UC na Internet ou da respectiva plataforma interactiva (Moodle).
• Realização de tarefas em suporte digital e com recurso a produtos multimédia: vídeo, fotos digitais, powerpoint, etc.
• Realização de um pequeno projecto de investigação em grupo.
• Realização de um teste referente aos conteúdos da UC.
Face às exigências dos trabalhos de projeto que irão ser realizados pelos alunos, serão calendarizadas sessões de acompanhamento tutorial dos grupos de trabalho, que se desenvolverá também através do Moodle.

No âmbito da aplicação das medidas de contenção da COVID19, as atividades de contacto desta UC decorrem em ensino misto ou em ensino remoto.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A organização dos tempos letivos atribuídos a esta UC surgirá em função das necessidades decorrentes da transmissão adequada das informações que definem os respetivos conteúdos, da análise e da reflexão sobre as temáticas neles supostas e do acompanhamento dos trabalhos que vão ser desenvolvidos pelos alunos.
As atividades a desenvolver procurarão concretizar os objetivos da UC através da articulação dos conteúdos definidos neste programa com os interesses e as experiências dos alunos relativamente aos fenómenos comunicativos.
Assim, a apresentação das diferentes perspetivas teóricas integrará a sua aplicação à reflexão e análise de fenómenos comunicativos do mundo atual, que integram a experiência do docente e dos estudantes, enquanto consumidores (e eventualmente como produtores) dos meios de comunicação social.
Estes exercícios de aplicação dos conteúdos teóricos ocorrem no grupo-turma e em pequeno grupo, permitindo o domínio dos conceitos e das teorias e a sua mobilização em processos de construção do conhecimento de alguns fenómenos comunicativos. Esta perspetiva de trabalho concretiza-se também na realização de um pequeno trabalho de investigação, desenvolvido autonomamente pelos estudantes com o apoio do professor.

Metodologia e provas de avaliação

No âmbito desta UC proceder-se-á à avaliação sistemática de:
- Aulas e sessões de trabalho;
- Atividades desenvolvidas pelo docente;
- Participação dos alunos nas aulas e noutras atividades;
- Trabalhos produzidos pelos alunos;
Assim, a classificação final de cada aluno terá como base o seu desempenho nos trabalhos em grupo ou individuais previstos e de acordo com o seguinte:
- O teste contribuirá em 50% para a classificação final;
- O trabalho de grupo com 40%
- A participação nas atividades letivas com 10%, o que supõe a presença regular dos estudantes nas atividades letivas.
-Nas sessões que decorram em ensino remoto a assiduidade não será contabilizada para feitos de avaliação.
No caso dos estudantes que beneficiam de estatutos especiais e que não podem assegurar uma presença regular nas atividades letivas o teste contribuirá em 55% para a classificação final e o trabalho de grupo com 45%.
Os trabalhos de grupo serão elaborados por grupos de quatro ou cinco alunos e deverão ter um máximo de 30.000 caracteres (incluindo espaços e entre a introdução e a conclusão).
Propõem-se os seguintes parâmetros de avaliação:
Avaliação Individual:
- Assiduidade e pontualidade;
- Participação no grupo-turma: Intervenções (frequência, clareza, oportunidade e pertinência);
- Contribuição individual para o trabalho de grupo;
Avaliação dos trabalhos de grupo e Individuais;
- Definição do problema;
- Clareza dos objetivos;
- Conteúdo científico: Clareza na fundamentação; Precisão conceptual; Pertinência e adequação;
- Originalidade (forma e conteúdo);
- Pertinência do produto final em relação à resolução de um problema;
- Rigor das conclusões;
- Correção formal e linguística;
- Clareza da apresentação oral.
Os trabalhos escritos devem ser elaborados de acordo com uma das normas possíveis (Norma Portuguesa, ISO 690, APA, etc.). A norma portuguesa é descrita em DOURADO, Alcina e ALMEIDA, Fernando – Normas de apresentação dos trabalhos académicos. 2005. 19 f. Escola Superior de Educação de Setúbal, Setúbal, Portugal.
Os trabalhos devem ser entregues em versão impressa e em versão digital. A versão digital do trabalho deve ser entregue no Moodle no tópico: “Entrega de trabalhos (versão digital)”.
Não serão aceites os trabalhos que não cumpram o disposto nos dois pontos anteriores.

Regime de assiduidade

De acordo com o explicitado no ponto anterior.

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  0
  Total: 0

Bibliografia

ESTEVES, João Pissarra – Sociologia da Comunicação. 1ª Edição. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2011. 521 p. ISBN 978-972-31-1421-8.
GARCIA, Luís e CASTRO, José - Os Jornalistas portugueses - da recomposição social aos processos de legitimação profissional. Sociologia - Problemas e práticas. nº13, 1993. p.p. 93-114.
INSTITUTO DA COMUNICAÇÃO SOCIAL - Os Media em Portugal. Lisboa: Instituto da Comunicação Social, 2000, 117 p.ISBN 972-8437-03-X
JHALLY, Sut - Os códigos da publicidade. Porto: Edições Asa, 1995. 286 p. ISBN 972-41-1209-8
LAZAR, Judith - Sociologie de la Communication de Masse. Paris: Armand Colin, 1991. 240 p. ISBN 2-200-31288-1.
PINTO, Manuel - A televisão no quotidiano das crianças.Porto:Afrontamento,2000,396 p.ISBN 972-36-0520-1
WOLF, Mauro - Teorias da Comunicação. Lisboa: Edit. Presença, 1987. 247 p. 621.391 WOL-TED

Observações

A versão integral do programa é disponibilizada no Moodle

Página gerada em: 2021-03-03 às 03:22:16