Design, Desenvolvimento e Avaliação de Projetos

Ficha de unidade curricular - Ano letivo 2021/2022

Código: LAS11
Sigla: DDAP
Secção/Departamento: Ciências Sociais e Pedagogia
Semestre/Trimestre: Anual
Cursos:
Sigla Anos Curriculares ECTS
LAS 10
Nº de semanas letivas: 15
Carga horária:
Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas
Responsável: Carla Cibele Fiel Vasconcelos Figueiredo
Corpo docente: Carla Cibele Fiel Vasconcelos Figueiredo
Filipe Manuel Carapeto Fialho
Joana Isabel Gaudêncio Matos
Sandra Isabel Ferreira Nunes Miranda Cordeiro

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Promover as competências de Investigação: Reflete sobre os processos de construção do conhecimento
científico;Identifica necessidades e problemas;Pesquisa e recolhe informação pertinente;Utiliza técnicas de recolha de informação adequadas;Analisa informação de diferentes fontes.
Promover as competências de Interação: Compreende o sistema de relações existente num
contexto/instituição;Sabe comunicar e interagir;Sabe cooperar com os outros para pôr em prática projetos comuns;Adapta-­se a novas situações.Promover as Competências de análise crítica, elaboração, dinamização e avaliação de projetos: Conhece e analisa criticamente programas e projetos;É capaz de elaborar um projeto tendo por base uma dinâmica de investigação­-ação;É capaz de apresentar e discutir publicamente o projeto;É capaz de concretizar um projeto
e/ou uma parte dele;É capaz de avaliar e refletir sobre um projeto e/ou algumas das suas componentes específicas.

Conteúdos programáticos

1.Investigação e dinâmicas de Intervenção Social
1.1.Sociologia da Ação: construção e reconstrução de saberes em estudos de investigação­ação e de trabalho
de projeto.
1.2.Questões de natureza conceptual e operacional:
1.3.Tipologia de Projetos:
2. Design e desenvolvimento de projetos de Animação e Intervenção Sociocultural
2.1 Os problemas e a construção de recolha informação:
2.2.A Análise e interpretação da Informação:
2.3. O Planeamento da Ação:
3. Avaliação de Projetos Animação e Intervenção Sociocultural
3.1.Avaliação dos Projetos (conceitos, processos e resultados);
3.2.Monitorização e avaliação participada de projetos;
3.3.Processos de apresentação, discussão e disponibilização da avaliação


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

­ Os conteúdos programáticos abordados incidem na abordagem teórica (Sociologia da Acão/Investigação-ação) e metodológica (Design de projetos de investigação-ação) que permitirá aos estudantes saber ler e compreender projetos já existentes e dominar os conhecimentos necessários para conceber e realizar um projeto de intervenção na área da Animação Sociocultural.

Metodologias de ensino

- Análise e discussão de textos sobre metodologias de investigação e sobre investigação-­ação.
- Análise de textos relativos à temática (anualmente escolhida) no qual o projeto incidirá.
­- Elaboração em grupo de trabalho de um projeto pertinente para uma(ou mais) instituição(ões) com uma missão social/cultural/educativa do distrito (em parceria).
­- Exposição e debate dos projetos elaborados pelos estudantes ­ a professores da unidade curricular e a
membros da comunidade convidados (júri).
- Realização, na instituição/ões de um conjunto de actividades do projecto, as mais pertinentes e exequíveis.
- Monitorização do trabalho que está a ser desenvolvido no terreno
- Avaliação final do projeto.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

Procura-se que os estudantes não tenham contato apenas com os textos metodológicos sobre a elaboração, realização e avaliação de projetos de intervenção, sem dúvida um referencial importante da sua formação, mas que aprendam também através da prática, razão pela qual são integrados ou colaboram com uma ou mais instituições da comunidade e têm que conceber instrumentos adequados às diferentes fases de elaboração de um projeto. Aprendem como recolher dados, analisá-los e trabalhá-los na génese de construção de um projeto de animação sociocultural dimensionado para um ano civil. Na execução de uma parte do projeto, uma vez que o timing escolar não permite a realização integral, são testadas competências essenciais ao nível do planeamento, das técnicas de animação, da comunicação com os públicos, da reflexão em torno do trabalho feito.

Metodologia e provas de avaliação

- Elaboração e apresentação do projeto em grupo - 35%
- Dinamização do projeto
- Grupo: 25%
- Desempenho individual: 20% (inclui participação ao longo de todo o processo de trabalho)
Diário Individual de Aprendizagem: 20%

Regime de assiduidade

75% de assiduidade obrigatória
50% de assiduidade para trabalhadores estudantes.

Bibliografia

Bell, Judite.(1997). Como fazer um Projecto de Investigação. Lisboa:Gradiva.
Bogdan e Biklen (1992). Investigação Qualitativa em Educação- uma introdução à teoria e métodos. Porto: Porto Editora.
Carmo, H. & Malheiro, M.(1995). Metodologia de Investigação. Lisboa: Universidade Aberta.
Carmo, H. (1999). Desenvolvimento Comunitário. Lisboa:Universidade Aberta.
Capucha, L.(2008). Planeamento e Avaliação de Projectos. Guião Prático. Lisboa: Ministério da Educação (obrigatório)
Cortesão, L. (1992). Avaliação na Investigação-Acção. Comunicação. Actas do 2º congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação. Braga: SPCE.
Cortesão, L. (1995). Avaliação na Investigação-Acção. In Ciências da Educação:Investigação e Acção. I volume. Porto: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação.
Elliot, J.(1990). La investigación-accion en education. Madrid: Ediciones Morata
Esteves, L (2008). Visão panorâmica da Investigação-Acção. Porto: Porto Editora.
Guerra, I.(2002). Fundamentos e Processos de uma Sociologia de Acção
Leite, E; Malpique, M.; Santos, M.(1991). Trabalho de Projecto-aprender por projectos centrados em problemas. Porto: Edições Afrontamento. (obrigatório)
Quivy, R & Campenhoudt, L.(1992) Manual de Investigação em Ciências Sociais. Trajectos: Gradiva.
Silva, I. (1996). Práticas educativas e construção de saberes. Metodologias da Investigação-Acção. Lisboa: Instituto de Inovação Educacional.
Tuckman, B. (1994/2000). Manual de investigação em Educação. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

Página gerada em: 2022-12-08 às 20:42:06