This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Secretaria Académica - informações
Você está em: Início > Cursos > Unidade Curricular > EEC12110
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESTSetúbal
Edifício ESTS Bloco A Edifício ESTS Bloco B Edifício ESTS Bloco C Edifício ESTS Bloco D Edifício ESTS Bloco E Edifício ESTS BlocoF Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Equipamentos e Esquemas Eléctricos

Ano letivo: 2007/2008

Código: EEC12110   
Sigla: EEE
Área(s) Científica(s): Electrotecnia e Sistemas de Potência
Secção/Departamento: Eletrónica e Sistemas de Potência
Período: 2º Semestre

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
EEC 89 Plano de Estudos _ Bolonha 2006 4,0 60 108,0
Plano de Estudos _ Alternativo 4,0 60 108,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
António Eusébio Velho RoqueResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC O OT EL TPL S
Tipologia de aulas 4

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Laboratórios Totais 6 24,00
António Roque   8,00
Elena Baikova   14,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

Pretende-se com esta unidade curricular que o aluno aprenda a ler, interpretar e conceber esquemas de circuitos eléctricos, assim como, ter conhecimentos básicos de um programa de desenho assistido por computador para implementação em computador dos referidos esquemas.

Conteúdos programáticos

Capítulo 1 – Simbologia e Normalização
1.1 - Símbolos e notações de grandezas eléctricas
1.2 - Normalização
Capítulo 2 – Circuitos Eléctricos de Iluminação e Tomadas
2.1 – Representação de circuitos eléctricos através do esquema de princípio, multifilar e unifilar
2.2 - Comando de pontos de luz a partir de um local de comando ou vários
2.2.1 - Comando de um ponto de luz a partir de um único local de comando
2.2.2 – Comando de um ponto de dois pontos de luz a partir de um único local de comando
2.2.3 – Comando de um ponto de luz a partir de dois locais de comando
2.2.4 – Comando de um ponto de luz a partir de três ou mais locais de comando
2.2.5 - Comando de vários pontos de luz através de um automático de escada
2.2.6 – Comando de vários pontos de luz a através de um telerruptor
2.3 – Lâmpadas fluorescentes
2.3.1 – Principio de funcionamento
2.3.2 – Montagem simples de uma lâmpada fluorescente
2.3.3 – Montagem duo de lâmpadas fluorescentes
2.4 – Circuitos de tomadas
2.5 – Quadros eléctricos
2.6 – Canalizações
2.7 - Aparelhagem e equipamentos
2.7.1 – Aparelhagem de manobra
2.7.2 – Dispositivos de protecção
2.7.2.1 - Fusíveis
2.7.2.2 – Disjuntores
2.7.2.3 – Interruptores diferenciais
Capítulo 3 - Esquemas de sinalização
3.1 – Circuitos de Sinalização
3.1.1 – Comando de uma campainha
3.1.2 – Comando de uma campainha com dois botões de pressão
3.1.2 – Comando de uma campainha com dois botões de pressão alimentada a um transformador
3.2 – Circuitos de sinalização chamada e resposta
3.3 Trinco eléctrico
3.4 – Campainha e trinco eléctrico
3.5 – Alarmes eléctricos
3.5.1 – Alarmes sem relés
3.5.2 – Alarmes com relés
3.5.3 - Alarmes com relés e com fontes diferentes para o comando e para o alarme
3.6 – Quadro de alvos
3.7 – Porteiro eléctrico
3.8 – Automatismos, conceitos gerais
3.8.1 – Comando
3.8.2 – Regulação
3.8.3 – Contactos auxiliares
3.8.4 – Órgão de comando electromagnético
3.9 - Circuitos básicos de comando
3.9.1 – Comando local e À distância de dois locais distintos
3.9.2 – Encravamento eléctrico simples
3.9.3 – Encravamento eléctrico duplo
3.9.4 – Sinalização sonora e luminosa
3.9.4.1 – Sinalização de serviço
3.9.4.2 – Sinalização de defeito
3.9.4.3 – Sinalização de defeito (luminoso e sonoro)
3.9.4.4 - Teste de verificação da sinalização
3.10 – Circuitos de sequenciais
3.11 – Exercícios
Capítulo 4 - Esquemas de Força Motriz
4 – Definição de Contactor
4.1 - Categorias de emprego para contactores utilizados em corrente alternada
4.1.1 - Categoria AC1
4.1.2 - Categoria AC’2
4.1.3 - Categoria AC2
4.1.4 - Categoria AC3
4.1.5 - Categorias AC4
4.1.6 - Referência dos terminais da aparelhagem
4.2 - Tipos de Arranque
4.2.1 - Arranque Directo – Com protecção contra sobre-intensidade por relé térmico
4.2.2 - Arranque Directo – Sinalização de Marcha e de Disparo do relé térmico - Circuito de Potência
4.2.3 - Arranque Directo – Sinalização de Marcha e de Disparo do relé térmico - Circuito de Comando
4.2.4 - Arranque Directo – Utilização de Relés Térmicos e de intensidade
4.2.5 - Arranque Directo – Utilização de Relés Térmicos e de intensidade
4.2.6 - Arranque Directo – Sinalização de manobra
4.2.7 - Arranque Directo – Falta de uma fase
4.2.8 - Arranque Directo – Sinalização de disparo do relé térmico
4.2.9 - Arranque Directo – Protecção contra sobre-intensidade por relé térmico
4.2.10 - Arranque Directo – Protecção contra sobre-intensidade por relé magnetotérmico
4.3 – Detecção de Nível
4.3.1 - Comando accionado por bóia 1
4.3.2 - Comando accionado por bóia 2
4.4 - Inversão de Marcha
4.4.1 - Inversão do sentido de marcha com encrav


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Aulas Laboratoriais: Método de exposição activo, de demonstração interactivo e experimental aplicado à leitura, interpretação e concepção de esquemas de circuitos eléctricos, assim como, ao conhecimento de um programa de desenho assistido por computado.

Metodologias de ensino

Avaliação apenas com exame final

Metodologia e provas de avaliação

Para além da avaliação contínua será realizado um exame final com 2 épocas.

Condições de aprovação

A nota final da disciplina será calculada do seguinte modo:

Nota dos trabalhos de AutoCAD igual ou superior a 10 valores, com o peso de 10%;
Nota dos trabalhos de laboratório igual ou superior a 10 valores, com o peso de 20%;
Nota do exame final igual ou superior a 10 valores, com o peso de 70%;

Nota: Os trabalhos de laboratório (Autocad e Circuitos Eléctricos) serão avaliados com base em 3 critérios: desempenho durante a aula, relatórios e discussão dos mesmos.

Observações

Os laboratórios serão entregues nas datas indicadas no enunciado de cada trabalho

Os trabalhos em AutoCAD serão entregues no dia 16.06.2008

As discussões dos trabalhos do Laboratório e de AutoCAD decorrem entre os dias 16.06.2008 a 21.06.2008

Opções
Últimas Notícias
Resultados dos Concursos Especiais e CTeSP | 2016/2017
Matriculas Ano letivo 2016/2017
Candidaturas a CTeSPs da ESTSetúbal/IPS a funcionar no IPS e na ETLA (Sines) I 2ª Fase
Candidaturas a CTeSPs da ESTSetúbal/IPS a funcionar noutras instituições (APIEF | CINEL | IPE | Campus Aeronáutico de Ponte de Sôr)
Candidaturas Unidades Curriculares Isoladas 2016/2017
Encerrada a Mediateca - 29 e 30 de setembro'16
Inscrições no ano letivo 2016/2017, pagamento de propinas e outros atos académicos.
Página gerada em: 2016-09-26 às 01:08:25