This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

IPS integra rede nacional para a inclusão digital das mulheres

Aliança para a Igualdade nas TIC foi formalizada esta semana

##1##
O Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) é uma das 15 instituições de ensino superior que integram a Aliança para a Igualdade nas TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), formalizada esta terça-feira, em Lisboa, numa cerimónia que contou com a participação da ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva. 

Reunindo os esforços de todos os parceiros do programa governamental "Engenheiras Por Um Dia", a Aliança para a Igualdade nas TIC pretende ser um instrumento de reforço da participação feminina no processo de transição digital, através do trabalho em rede que potencie formas de cooperação sistemáticas e de divulgação do trabalho realizado por estas mais de 100 entidades, onde se inclui o IPS.

Recorde-se que, em Portugal, as mulheres especialistas em TIC representam apenas 1, 8 % do emprego total, face a 6, 2% entre os homens, uma realidade que espelha estereótipos de género condicionantes, desde muito cedo, de escolhas educativas e formativas.

Como contributo para inverter esta tendência, o IPS, através do projeto SONDA2026, aprovado no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), prevê atribuir bolsas às estudantes dos cursos de curta duração (CTeSP) nas áreas STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathmetics), bem como às candidatas a pós-graduações e mestrados no domínio das TIC. Adicionalmente, vai também premiar, com regularidade anual, as escolas do ensino básico e secundário que melhor promovam a integração das jovens mulheres nas áreas das TIC, bem como apostar na organização de uma Escola de Verão para raparigas do ensino básico.

Iniciado em 2017, o programa "Engenheiras Por Um Dia" foi lançado pela Secretaria de Estado para a Cidadania e a Igualdade, tendo já chegado a mais de 10 mil estudantes dos ensinos básico e secundário, em ações de mentoria e role model, desafios práticos e laboratoriais, desconstruindo a ideia de que as engenharias e as tecnologias são domínios masculinos.

A Aliança é formalizada entre a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), em articulação com a Associação Portuguesa para a Diversidade e Inclusão (APPDI) e as restantes entidades parceiras, um total de 135, entre empresas, escolas, municípios e instituições de ensino superior.

Foto: João Bica

17 de dezembro/2021

Opções
Últimas Notícias
Change CornER | I Seminário sobre Economia Circular na Região de Setúbal
Jornal MoveTe | nova edição já disponível
Curso de Formação Científica e Pedagógica de Voluntári@s
IPS distinguido por boas práticas na área da sustentabilidade
Estudantes do IPS criam aplicações para cuidadores de doentes de Alzheimer