This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Desafio Juntos por Todos

Partilhe a sua experiência e recomendações

##1##

A situação atual obrigou a mudanças significativas nas nossas rotinas, estando a grande maioria da nossa comunidade académica a estudar e/ou a trabalhar a partir de casa.

Contudo, a distância que devemos manter, agora, não deve ser sinónimo de separação. Por esse motivo, lançamos o desafio a toda a comunidade de partilhar a sua experiência e recomendações para viver, da melhor forma, o presente e o futuro.

Estes testemunhos são publicados nas nossas páginas nas redes sociais (Facebook, Instagram e LinkedIn) e nesta página (do Portal IPS), para aproximar e inspirar toda a nossa comunidade. 

 

Aqui ficam as "vozes" do IPS:

"São estes momentos, que definitivamente nos fazem crescer enquanto comunidade!"

 

##10##

Shabina Essufo | Estudante IPS | Licenciatura em Contabilidade e Finanças

Todos nós estamos a vivenciar uma pandemia, as circunstâncias em que vivemos são desconhecidas, tudo é uma incerteza e cada vez mais enfrentamos novos desafios. É exatamente por isso, que venho por este meio expressar a minha gratidão para com toda a equipa do IPS, em especial aos meus professores, por tudo o que fizeram por nós (alunos), pelo apoio e pela dedicação. Embora estivéssemos todos em casa, foi notório o esforço para que o ambiente académico se mantivesse. Estes últimos meses, foram difíceis e todos os professores tiveram que se adaptar e encontrar os melhores métodos para conseguir transmitir todos os conhecimentos aos alunos. Posso afirmar que, apesar de todas as dificuldades, o desafio foi superado com êxito. Consegui terminar o meu 2º ano de Licenciatura em Contabilidade e Finanças com sucesso, e sem dúvida que sem o apoio dos meus professores, não teria conseguido.   Enquanto estudante, percebo que provavelmente não foi fácil implementar todas as medidas adotadas e alterar a maior parte das funcionalidades para um formato online num curto espaço de tempo. A todos os professores, funcionários e responsáveis pela organização, muito obrigada. São estes momentos, que definitivamente nos fazem crescer enquanto comunidade!

Espero que esta pandemia, termine num futuro próximo e que todos nós possamos regressar ao Campus do IPS, mais unidos do que nunca. Paciência é uma virtude e devemos procurar aprender com as adversidades da vida. Por mais difícil que seja de ver, tudo tem um lado positivo e devemos aproveitar o tempo para investir em nós mesmos. Acredito que estes tempos difíceis, serviram para que cada um de nós aprendesse algo e desenvolvesse competências que até então, eram desconhecidas.

Juntos, por todos!

 

"Nunca estivemos tão isolados, mas, simultaneamente, em contacto uns com os outros"

##9##

Mariana Brigantim | Estudante IPS | Licenciatura em Enfermagem

Como finalista da Licenciatura em Enfermagem, neste momento, nada que nos seja ensinado à distância poderá substituir o Estágio de Integração à Vida Profissional. Sem dúvida que, do ponto de vista académico, a suspensão desse momento, tão antecipado, foi a maior desilusão. Porque, ao longo dos quatro anos da licenciatura, vamos ganhando determinadas expetativas, e moldando os nossos interesses pessoais e profissionais, até ao momento de escolhermos o local/serviço onde vamos estagiar, e isso não aconteceu.

Ao início, foi complicado, porque vivemos um período de grande incerteza. Porque nada substitui a prática clínica! Contudo, embora a adaptação tenha sido complicada, os professores têm-se mostrado muito disponíveis para colaborar connosco, com o objetivo de nos informar, sempre, em relação ao nosso futuro como estudantes.

Como não existia qualquer matéria que pudesse ser adiantada, os nossos professores fizeram o "quase impossível", neste período tão sui generis, e "adiantaram- nos" o que estava ao seu alcance: formação e orientação, em tempo recorde, sobre o SARS-COV2, realidade com a qual, de certeza, iremos contactar num futuro próximo.

Depois desta pandemia, sem dúvida que vou começar a valorizar a vida de forma diferente. Este acontecimento vai influenciar as minhas decisões futuras. São as experiências menos boas que nos fazem valorizar as melhores, e isto vai ser algo que ninguém vai esquecer tão cedo!

Nunca estivemos tão isolados, mas, simultaneamente, em contacto uns com os outros. Temos mais tempo para refletir no que passou, ou no que poderíamos ter feito de diferente. As idas ao cinema, saídas com amigos e passeios à praia são substituídos por séries, vídeochamadas, ler livros ou cozinhar pão! Tudo parte da nossa capacidade de adaptação aos obstáculos que encontramos no nosso caminho.

 

"...acabei por ter o apoio do IPS, através de um programa de empréstimo de meios informáticos, o que foi uma grande ajuda."

 

  

##8##

Carolina Rodrigues | Estudante IPS | Licenciatura em Bioinformática

Esta nova situação, que todos estamos a viver, trouxe alguns desafios e necessidade de adaptação rápida.
No meu caso, como, inicialmente, não tinha o equipamento informático necessário para acompanhar as aulas, dependia dos apontamentos de colegas. Isso foi o maior desafio que senti para me adaptar ao ensino à distância. Mas, depois, acabei por ter o apoio do IPS, através de um programa de empréstimo de meios informáticos, o que foi uma grande ajuda.

Esta nova modalidade de ensino, tornou tudo mais impessoal. A distância dificulta a tarefa dos professores, que não conseguem perceber tão bem o ritmo de aprendizagem, e nós, os estudantes, deixamos de ter o apoio presencial, fulcral ao nosso estudo.

Também é mais difícil manter a concentração/atenção, porque estamos no conforto das nossas casas e não temos aquelas rotinas matinais que nos ajudam a preparar e motivar, diariamente.

Por outro lado, tendo mais tempo (que normalmente se perderia em transportes, por exemplo), podemos aproveitar para estudar e  praticar a matéria lecionada, desenvolver outras capacidades, fazendo cursos online, por exemplo, ler ou até mesmo descansar, sem deixar de ter momentos de lazer e "conviver" com os nossos colegas, por vídeo-chamada ou jogos online.

Ainda assim, confesso que sinto falta da família e do convívio presencial com os amigos.

Mas esta experiência está a ajudar-nos a ver, praticamente, tudo de outra perspetiva. Passamos a dar valor a coisas simples, como uma ida ao café ou um simples passeio pelo jardim, e ajuda-nos, também, a expandir o pensamento na resolução de problemas, entre reuniões e trabalhos de grupo. Apesar de não termos o convívio habitual, as atividades passaram a ser mais pragmáticas. Deixando de haver a possibilidade de nos reunirmos, apercebemo-nos que muitos dos problemas podem ser resolvidos com o envio de um simples email. 

  

##7##

Luís Oríola e Sofia Figueiredo | Diplomado IPS | Licenciatura em Tradução e Interpretação de Língua Gestual Portuguesa 

"... é preciso salvaguardar que todos tenham acesso à informação de forma rápida e equitativa..."

Luís e Sofia são intérpretes de LÍngua Gestual Portuguesa com presença diária nos ecrãs televisivos, dividindo o mesmo plano com a diretora-geral e a ministra da Saúde, nas conferências de imprensa sobre a COVID-19.

Fomos entrevistar estes dois diplomados que fazem chegar a informação à comunidade surda. Saiba mais aqui.

 

##6##

Tiago Machado | Diplomado IPS | Licenciatura em Fisioterapia

"Adivinham-se tempos difíceis, precisamos da ajuda de todos"

O Tiago é fisioterapeuta na Unidade de Cuidados Intensivos Cirúrgicos (UCIC) do Hospital Egas Moniz, com um papel fundamental na recuperação dos doentes com Covid- 19. 

A entrevista está disponível aqui.

 

##5##

Joana Mestrinho | Diplomada IPS| Licenciatura em Enfermagem

"O mais doloroso é mesmo não poder dar um beijinho ao próprio filho"

A Joana está na linha da frente do combate à Covid-19, na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital de Santa Maria. Conversámos com ela, numa entrevista para ler aqui.

 

"...temos que continuar a lutar por aquilo que queremos..."

##4##

Andreia Figueira | Estudante IPS | Licenciatura em Engenharia do Ambiente

Olá a todos, o meu nome é Andreia Figueira, sou um dos rostos IPS e venho apelar a toda a comunidade IPS para que fiquem em casa. 

Sei que neste momento não é fácil para nós estudantes, mas temos que continuar a lutar por aquilo que queremos, continuar a lutar pelo nosso futuro, por favor não desistam.
Sabemos que ter aulas online não é a mesma coisa do que ter aulas presenciais, mas temos todos que fazer esse esforço, para que no fim possamos sair fortes e unidos no meio deste vírus.
Nesta batalha que agora enfrentamos, não existem diferenças, cada um deve desempenhar a seu papel, seja grande ou pequeno.

Cuidem de vós para que seja mais fácil cuidarmos de quem amamos.

E não te esqueças que juntos fazemos o amanhã.
Fica em casa.

O vídeo da mensagem da Andreia está disponível aqui.

 

"...Não percam o ânimo, reinventem-se..."

  

 

##2##

André Correia | Estudante IPS | Licenciatura em Gestão de Recursos Humanos

Realmente a situação que enfrentamos, inicialmente, pode ter sido motivo de desmotivação ou desalento e até mesmo de desleixo, mas agora que já estamos com 2 semanas de aulas "virtuais", na minha opinião, comprova-se que este paradigma até trouxe bastantes benefícios para os estudantes, nomeadamente: o tempo que ganhamos por não termos de nos deslocar para o Campus Universitário, o que nos dá mais tempo para estudar ou adiantar trabalhos de grupo, ou ainda o facto de que para estudantes- trabalhadores tornou-se mais fácil conciliar trabalho e estudo, o que diminuirá seguramente as probabilidades de termos que faltar a certas aulas por razões de força maior.

Pessoalmente, tento ser o mais organizado possível e montar um plano de estudos de acordo com o meu horário semanal. Quanto ao meu método de estudo, nada mudou desde que iniciou a Quarentena mas noto, sem qualquer tipo de dúvida, que tenho mais tempo para me preparar para as aulas e para consolidar a matéria dada.

A minha recomendação para a comunidade IPS é que não percam o ânimo, reinventem-se e como o meu pai diz sempre: "Há tempo para tudo." Cabe a cada um de nós aproveitá-lo da melhor forma, sendo o mais produtivos possível. 

 


Como está a estudar e/ou trabalhar?
Tem alguma palavra

de esperança e/ou recomendação?

Pode enviar o seu testemunho num dos seguintes formatos:

1) Grave um vídeo de curta duração (no máximo 60 segundos), na vertical;
2) Tire uma foto ilustrativa, com um testemunho escrito.

Envie para o email: gi.com@ips.pt

##3##

 

 

Opções
Últimas Notícias
IPS alerta para fragilidade da Economia Social em tempo de pandemia
Novo mestrado em Logística criado em parceria com a SONAE
IPS desenvolve tecnologias de apoio aos cuidadores de doentes de Alzheimer
Politécnico de Setúbal abre 1210 vagas no Concurso Nacional de Acesso
IPS e industriais da região unem esforços