This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Sandra Martinho eleita presidente do Conselho Geral do IPS

Diretora para a Educação e Filantropia na Microsoft foi ontem eleita entre os membros externos que compõem o órgão

##1##

Sandra Martinho, diretora para a área de Educação e Filantropia na Microsoft Portugal, é a nova presidente do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS), eleita ontem entre as oito personalidades externas que compõem este órgão e que tomaram posse. 

A nova presidente do Conselho Geral do IPS, eleita para o mandato 2021- 2025, é licenciada em Direito, com inscrição na OA e com frequência na pós- graduação em Gestão e Direito Empresarial, exercendo funções na Microsoft Portugal desde 2014, como responsável por programas de transformação digital nas escolas, Ensino Superior e ONG e criação de uma comunidade de escolas e professores inovadores em Portugal. 

"O sentimento é de profundo espírito de missão e de noção da responsabilidade que me é agora passada", afirma, referindo-se ao período pandémico como uma oportunidade para trabalhar "em prol de uma educação para uma sociedade melhor" e de vencer desafios prementes, como os "milhares de postos de trabalho que estão sem resposta por ausência de pessoas com a qualificação pretendida"

Nesta jornada, o IPS "tem desbravado  um caminho de excelência, de procura constante de inovação e resposta adequada e responsável a um futuro sólido e sustentável das escolas e daqueles que passam e com frequência regressam", considera Sandra Martinho, prometendo "determinação, humildade e trabalho árduo" no exercício das novas funções, em conjunto com os demais conselheiros, para "reforçar o caminho percorrido e abrir novos horizontes nesta sociedade de conhecimento e simultaneamente enaltecer o trabalho que toda a comunidade académica do IPS desenvolve".

Composto por 29 membros, o Conselho Geral do IPS integra, na sua globalidade, representantes dos professores e investigadores, dos estudantes, do pessoal não docente e não investigador, e, por último, da comunidade externa, cooptados pelo conjunto dos restantes elementos, por reunirem conhecimentos e experiência relevantes para a instituição.

Além de Sandra Martinho, o Conselho Geral do IPS integra mais sete personalidades externas de reconhecido mérito, nomeadamente Eugénio Fonseca, presidente da Confederação Portuguesa do Voluntariado; Isabel de Barros, administradora executiva da Sonae MC, SGPS; Jaime Baptista, presidente do Conselho de Administração da LIS- Water - Lisbon International Centre for Water; Maria Clara Félix, diretora do Agrupamento de Escolas de Azeitão; Leonor Freitas, sócia-gerente da Casa Ermelinda Freitas; Nuno Maia Silva, diretor de Comunicação Institucional da Secil; e Paula Lampreia Ferreira, project manager da Randstad, que cessa agora funções como presidente.

Cabe ao Conselho Geral, entre outras atribuições, organizar o procedimento de eleição e eleger o presidente do IPS; apreciar os atos do presidente do IPS e do Conselho de Gestão; aprovar os planos estratégicos de médio prazo e o plano de ação para o quadriénio do mandato do presidente do IPS; e aprovar as linhas gerais de orientação da instituição no plano científico, pedagógico, financeiro e patrimonial.

10 de setembro/2021

 

 

Opções
Últimas Notícias
Novos estudantes do IPS mobilizam-se para limpeza do estuário do Sado
IPS com mais de 85% de ocupação na 2.ª fase do Concurso Nacional de Acesso
IPS homenageia José Mourinho em dia de aniversário
Projetos Erasmus+ | Últimas
IPS forma quadros angolanos em Negócios e Finanças