This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > LGP30011
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Teoria e Prática da Tradução e Interpretação V

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2021/2022 - 2S

Código: LGP30011    Sigla: TPTIV
Áreas Científicas: Línguas e Literatura
Secção/Departamento: Ciências da Comunicação e da Linguagem

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
LGP 19 Plano de Estudos 5,0 60 135,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Maria José Duarte FreireResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 4,00
Joana Pereira   4,00

Língua de Ensino

Português

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

e Língua Gestual Portuguesa.

Esta disciplina encerra o ciclo de formação no âmbito da tradução e interpretação. Serão aprofundados os conhecimentos e competências desenvolvidos ao longo do curso, bem como as áreas de especialização iniciadas em TPTI4.
Desenvolvimento e aprofundamento dos conhecimentos técnicos, teóricos e práticos nos diversos âmbitos de atuação do intérprete de Língua Gestual Portuguesa, nomeadamente áreas de intervenção do quotidiano, ambientes judiciais, religiosos, de conferência, entre outros. Desenvolvimento e aprofundamento do domínio das línguas em presença: Língua Gestual Portuguesa e Língua Portuguesa.

Espera-se que os alunos desenvolvam o nível dos seus conhecimentos técnicos, teóricos e práticos de modo a realizarem com sucesso trabalhos de tradução e interpretação com um grau de dificuldade variado, sabendo adequar as estratégias aos contextos em que se encontram. Devem igualmente conhecer as características sociais e culturais da comunidade surda para uma boa eficácia da tradução.

Conteúdos programáticos

Desenvolvimento e enriquecimento vocabular e prática de tradução de e para LGP em contextos diversificados especializados.
O trabalho do intérprete no sistema judicial, em contexto religioso, em contextos de conferência de âmbito social e académico, e nas artes performativas: poesia e música, entre outros aqui não especificados. Adaptação do intérprete de Língua Gestual Portuguesa aos novos âmbitos de trabalho e às respetivas exigências. Estratégias de tradução de carácter linguístico e cultural. Exercícios práticos de tradução e interpretação de e para LGP.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Compreensão das funções do tradutor intérprete de LGP e aquisição de conhecimentos teóricos e práticos mais específicos. As temáticas abordadas nesta UC pretendem levar os estudantes a aprofundar conceitos avançados da tradução e interpretação e a desenvolver os seus conhecimentos e competências no âmbito da tradução e interpretação em geral e no contexto da LGP em particular.

Metodologias de ensino

Abordagem teórica: exposição de temas; distribuição de documentação; pesquisa temática orientada; apresentação de temas relacionados com os conteúdos pós pesquisa dos alunos; discussão e debate.
Abordagem prática: realização de exercícios práticos de interpretação e tradução; exercícios de tradução em LGP; gravações áudio e vídeo e sua análise e correção.
Exercícios de tradução para voz através da visualização de vídeos e treino da leitura da LGP e sua respetiva tradução escrita/oral. Elaboração de glosas das gravações vídeo e áudio e de glosas de correção.

Durante o período de isolamento, devido à pandemia de COVID-19, as aulas serão realizadas à distância (EaD) através do uso de meios eletrónicos e plataformas de comunicação online adequadas aos respetivos conteúdos da UC.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A articulação entre a abordagem teórica e a abordagem prática pretende incentivar a participação ativa e interessada por parte dos alunos, essencial ao progresso da disciplina e à obtenção de sucesso nas avaliações.
A par de uma participação nas aulas, realização de pesquisas orientadas, realização dos exercícios propostos pela docente, potencia-se a participação em atividades extracurriculares potenciadoras dos conhecimentos adquiridos nas aulas (seminários, encontros, conferências e eventos relacionados com a comunidade surda)

Desenvolvimento dos conhecimentos teóricos e práticos. Capacidade de identificar, selecionar e utilizar estratégias de tradução adequadas aos diferentes contextos de tradução e interpretação, atingindo sucesso em traduções de dificuldade avançada.
Os exercícios práticos desenvolvidos nesta UC pretendem criar um ambiente propício à assimilação destes conhecimentos e à adoção das estratégias mais adequadas.

Metodologia e provas de avaliação

Avaliação Teórica (trabalho teórico/teste) - 30%
Avaliação Prática (1/2 trabalhos práticos de tradução para LGP/LP - gravação audiovisual e glosa):
40% TLGP+25% TLP = 65%
- Participação; Assiduidade; Trabalho autónomo; TPC - 5%
................
A avaliação por exame inclui três provas:
1 - avaliação teórica por escrito, com a duração de 1 hora+30 minutos de tolerância (30% da nota;
2 - avaliação prática composta por uma gravação vídeo de uma tradução de LP para LGP com duração de 5 minutos, seguida da elaboração de uma glosa escrita de análise e correção da gravação vídeo, com a duração de 1 hora (50% da nota).
3 - avaliação prática composta por uma gravação áudio de uma tradução de LGP para LP com duração de 5 minutos, seguida da elaboração de uma glosa escrita de análise e correção da gravação áudio, com a duração de 1 hora (20% da nota).

COVID 19 - Consoante a duração do período de isolamento, e da forma como esta afetar a metodologia de avaliação da UC, serão propostas formas alternativas de avaliação, de acordo com as características da unidade curricular.

Bibliografia

Bibliografia indicada em ITI, TPTI 1, TPTI 2, TPTI 3, TPTI 4, e:

Berk-Seligson, S. (1994). The bilingual courtroom – Court Interpreters in the Judicial Process, Chicago, London: The University of Chicago Press

Coelho, O. & Klein, M. (coord.) (2013). Cartografias da surdez. Comunidades, línguas, práticas e pedagogia. Porto: Livpsic.

Freire, M. J., (2011). A Criança Surda e o Desenvolvimento da Literacia, Colecção Informar, nº 7, Lisboa: INR – Instituto Nacional para a Reabilitação

Goodale, M., (1987). The Language of Meetings, Hove: Language Teaching Publications

Mindess, A. (1999). Reading Between the Signs – Intercultural Communication for Sign Language Interpreters, Yarmouth, Maine – USA: Intercultural Press, Inc.

Seal, B.C., (1998). Best Practices in Educational Interpreting, Boston, London, Toronto, Sydney, Tokyo, Singapore: Allyn and Bacon

Seleskovitch, D., (1978). Interpreting for International Conferences, Washington: Pen and Booth

Solow, S. N., (1998). Sign Language Interpreting: a Basic Resource Book, Silver Spring, Maryland: National Association of the Deaf, Sixth Printing

Stewart, D. A., J. D. Schein, B. E. Cartwright, (1998). Sign Language Interpreting – Exploring its Art and Science, Boston, London Toronto, Sydney, Tokyo, Singapore: Allyn and Bacon

World Federation of the Deaf (2007). A handbook on international sign – Manual de signos internacionales, Madrid: Fundación CNSE e Fundación FAXPG

Web:

SLLS – Sign Language Linguistics Society - http://www.slls.eu/index2.php5
Sign Writing Software - http://www.signwriting.org/forums/software/index.html
WFD – World Federation of the Deaf - http://www.wfdeaf.org/
Biblioteca Virtual Signos de Univ Alicante - www.cervantesvirtual.com/portal/signos
FPAS – Federação Portuguesa das Associações de Surdos - http://www.fpas.org.pt
Livraria Surduniverso - http://www.surduniverso.pt
LPDS – Liga Portuguesa de Desportos para Surdos - www.lpdsurdos.org.pt
ASP – Associação de Surdos do Porto - www.asurdosporto.org.pt/
APS – Associação Portuguesa de Surdos - www.apsurdos.pt/
Surdo Tv - http://surdotv.com/wordpress/

Opções
Últimas Notícias
Preservar para Viver!
Exposição Pessoal(mente) falando
Semana das Ciências do Desporto | 2022
Scratch Day 2022
Aula Aberta |"Sejamos tudo, ó Produtores"
Página gerada em: 2022-05-17 às 11:20:39 Última actualização: 2010-07-19