This Page is not available in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

A Ajuda Contextual não se encontra disponível  
home
Início > Cursos > Programa de Formação Ensino Experimental das Ciências
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Programa de Formação de Professores do 1º Ciclo do Ensino Básico em Ensino Experimental das Ciências

O Programa de Formação de professores em Ensino Experimental das Ciências visa contribuir para o desenvolvimento de boas práticas de ensino das Ciências de base experimental e tem como finalidade última a melhoria das aprendizagens dos alunos do 1º CEB, neste domínio do saber.

Objectivos

  • Aprofundar a compreensão dos professores do 1º CEB sobre a relevância de uma adequada Educação em Ciências para todos, de modo a mobilizá-los para uma intervenção inovadora no ensino das Ciências nas suas escolas.
  • Promover a (re)construção de conhecimento didáctico de conteúdo, com ênfase no ensino das Ciências de base experimental nos primeiros anos de escolaridade, tendo em consideração a investigação em Didácticas das Ciências, bem como as actuais Orientações Curriculares para o Ensino Básico das Ciências Físicas e Naturais.
  • Promover a exploração de situações didácticas para o ensino das Ciências de base experimental no 1º CEB, através do aprofundamento e/ou reconstrução de conhecimento científico e curricular.
  • Promover a produção, implementação e avaliação de actividades práticas, laboratoriais e experimentais para o ensino das Ciências no 1º CEB.
  • Desenvolver uma atitude de interesse, apreciação e gosto pela Ciência e pelo seu ensino.

Conteúdos

O Programa de Formação para professores está organizado para ser desenvolvido ao longo de um ano lectivo, apoiado por formadores habilitados para tal e compreendendo sessões de tipologia diversa quanto ao conteúdo da formação, dimensão do grupo de professores a envolver e natureza das tarefas a executar por cada professor-formando. Os conteúdos a abordar ao longo da Acção estão organizados em três Secções principais.

Na primeira parte, “Enquadramento do Programa de Formação”, explicitam-se os princípios organizadores do Programa de Formação de professores, dando-se particular relevo à formação como instrumento de desenvolvimento social, pessoal e profissional do professor, à necessidade de promover a integração do conhecimento teórico com o conhecimento prático, à imprescindibilidade de promover a inovação no ensino num quadro de formação sobre e para novas práticas de sala de aula. Os objectivos de formação são enunciados à luz dos princípios anteriores e tendo como finalidade última a melhoria das aprendizagens em Ciências dos alunos do 1º Ciclo EB.

Na segunda parte, “Enfoques da Formação”, explicita-se a importância da educação em Ciências nos primeiros anos de escolaridade orientada por ideais humanistas integrando os saberes científicos na cultura. Enunciam-se finalidades da educação em Ciências para todas as crianças, com particular ênfase na promoção da literacia científica própria deste nível etário. Apresentam-se os temas seleccionados para desenvolvimento ao longo do Programa de Formação, apoiados pelos Guiões Didácticos respectivos.

Na terceira parte, “Quadros de referência e metodologias a privilegiar na educação em Ciências no 1º Ciclo do Ensino Básico”, exploram-se três dimensões indispensáveis para melhorar as práticas sobre o ensino experimental das Ciências, a saber, a aprendizagem das Ciências no quadro referencial do construtivismo, a natureza do trabalho prático a desenvolver pelas crianças do 1º Ciclo EB e a avaliação das aprendizagens.

No que respeita à aprendizagem das Ciências dá-se especial relevo às concepções alternativas dos alunos sobre conceitos centrais e suas implicações para outras aprendizagens. Sistematizam-se características das concepções alternativas e possíveis origens. Exploram-se estratégias de identificação das ideias dos alunos e discutem-se propostas didácticas que possam tê-las em conta.

Relativamente ao trabalho prático que se preconiza para este nível de ensino, o aspecto central do Programa de Formação, discute-se a sua pertinência e faz-se o respectivo enquadramento metodológico. Ilustram-se tipos de actividades práticas possíveis de desenvolver e suas finalidades. Dá-se especial relevo ao trabalho prático investigativo na sua planificação, desenvolvimento e avaliação pelo próprio aluno, por exemplo, quando este participa na definição de uma questão-problema, se envolve nos procedimentos a seguir, os executa e, por fim, discute os limites de validade das conclusões alcançadas.

Quanto à avaliação das aprendizagens alcançadas pelos alunos, o tema é introduzido no âmbito do trabalho prático realizado em cada unidade temática, e é explorado numa perspectiva formativa e sumativa.

Metodologias

O Programa de Formação, no qual os Professores-Formandos (PF) serão envolvidos, compreende Sessões de tipologia diversa e com diferentes intervenientes, estando sempre presente, pelo menos, um Formador:

- Sessões Plenárias com todos os PF da Instituição

- Sessões de Grupo em grupo de 8-12 PF (os critérios de formação dos grupos poderão ser, por exemplo, o agrupamento de pertença do PF, os anos de escolaridade em que estão a leccionar ou o Formador ser comum);

- Sessões de Escola em grupo de 4-6 PF (professores da mesma escola / agrupamento, caso o número de professores nestas circunstâncias o justifique

- Sessões de Acompanhamento em Sala de Aula Formador-PF de observação de práticas lectivas em sala de aula, seguidas de reflexão.

As Sessões Plenárias assumirão, predominantemente, o formato teórico-ilustrativo; as Sessões de Grupo e de Escola serão, fundamentalmente, de cariz teórico-prático e prático, direccionadas para a preparação, execução e discussão com e pelos PF das Actividades Práticas a desenvolver em sala de aula; as Sessões de Acompanhamento correspondem a trabalho do PF em sala de aula com os seus alunos. Estas sessões serão acompanhadas pelo Formador que posteriormente as analisará com o PF.

Cada PF deverá participar activamente em Sessões de formato e número diverso como se ilustra na tabela seguinte.

Designação

Duração de cada sessão

Nº de sessões

Sessões Plenárias

3h

5

Sessões de Grupo

3h

10

Sessões de Escola

3h

3

Sessões de Acompanhamento em Sala de Aula

2h + 1h

3

Avaliação

A avaliação individual do PF incidirá sobre o desempenho nas sessões de acompanhamento individual (peso 1) e um portfolio (peso 2) a construir pelo próprio, ilustrando o seu percurso de formação, e um relatório crítico sobre as actividades conduzidas, a saber:

- actividades com os alunos da sua turma, nas 3 Sessões individuais;
- actividades de formação;
- o programa de formação;
- aprendizagens alcançadas.

Destinatários

Professores do 1º Ciclo prioritariamente os que nunca frequentaram o Programa.

Calendarização 2009

a) 8 de Setembro: Abertura das inscrições on line no site da DGIDC,

b) 15 de Setembro: Fim do prazo de candidatura,

c) 21 de Setembro: Envio da base de dados das inscrições pela DGIDC às Instituições de Formação

d) 22 de Setembro a 2 de Outubro: Período de selecção dos formandos e constituição de turmas pelas Instituições de Formação

e) 4 de Outubro: Divulgação da lista de formandos seleccionados pelas Instituições de Formação, nos sites respectivos e comunicação por mail à DGIDC e à DRE ou DREs respectivas, bem como às sedes dos agrupamentos seleccionados

12 a 16 de Outubro – Início do programa de formação.

Contactos

Escola Superior de Educação de Setúbal
Rua Vale de Chaves
Estefanilha
2914 – 504 Setúbal

Telefone: 265 710 800
Fax: 265 710 810

Funcionária responsável: Gertrudes Barradas - gertrudes.barradas@ese.ips.pt
Professora coordenadora do Programa: Leonor Saraiva – leonor.saraiva@ese.ips.pt

Últimas Notícias
Aula Aberta | A Literatura para a Infância e os direitos das crianças no contexto dos direitos humanos
Roteiro para uma Educação Antirracista
Provas públicas para apreciação do relatório do projeto de investigação
Concurso Público para Mural no Campus de Setúbal do IPS
Página gerada em: 2018-12-17 às 05:52:22 Última actualização: 2009-09-08