This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
home
Início > Cursos > Disciplinas > DN07
Menu Principal
Autenticação





Esqueceu a sua senha de acesso?
Mapa da ESE Setúbal
Mapa interactivo do campus. Clique num determinado edifício.

Percursos Verticais na Natureza

Informações

    As horas de Tutoria ocorrem em horário a estabelecer com o(s) docente(s) da UC.


Ano letivo: 2021/2022 - 2S

Código: DN07    Sigla: PVN
Áreas Científicas: Desporto
Secção/Departamento: Ciências e Tecnologias

Cursos

Sigla Nº de Estudantes Plano de Estudos Ano Curricular ECTS Horas Contacto Horas Totais
TSPDN 29 Plano de estudos 2016_17 6,0 90 162,0

Nº de semanas letivas: 15

Responsável

DocenteResponsabilidade
Mário André da Cunha EspadaResponsável

Carga horária

Horas/semana T TP P PL L TC E OT OT/PL TPL O S
Tipologia de aulas

Corpo docente

Tipo Docente Turmas Horas
Horas de Contacto Totais 1 6,00
António Lopes Lopes   6,00

Língua de Ensino

Português/Inglês

Objetivos de aprendizagem (conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos estudantes)

- Conhecer as características específicas das modalidades atividades.
- Conhecer as características dos contextos onde as atividades se desenvolvem.
- Identificar e saber manusear os materiais específicos das atividades.
- Conhecer todos os cuidados de preservação a ter com o material das atividades.
- Conhecer e saber aplicar todas as regras de segurança inerentes à prática das atividades.
- Identificar e saber executar os gestos técnicos das atividades.
- Respeitar todos os praticantes e o meio ambiente.

Conteúdos programáticos

A - ESCALADA
- História e Enquadramento da Modalidade em Portugal e no Estrangeiro.
- Referências históricas ao desenvolvimento da atividade como modalidade desportiva; UIAA e federações nacionais.
- Caracterização da Modalidade
- Definição do conceito; Perigos associados à prática; Disciplinas e variantes da escalada; Boulder; Escalada de dificuldade; Escalada à vista; Solo integral (free-solo); Escalada desportiva de competição; Escalas de dificuldade.
- Enquadramento e sustentabilidade Ambiental na prática desportiva e lúdica.
- Materiais; As cordas; Material individual e colectivo; Arnês; Calçado; Capacete; Outros materiais fundamentais; Mosquetões; Cordeleta; Fitas;Expressos; Oitos, Gri-gri e afins; Materiais complementares; bolsa de magnésio, entaladores, crampons, piolet, etc.
- Fundamentos Técnicos/ Nós Fundamentais e ligações; Oito; Estático e dinâmico; Cabeça de cotovia; Prusik; Nó de fita; Direito; Técnicas de progressão elementares; Regra dos 3 apoios; Projeção horizontal do CG; Utilização dos pés e mãos; Exploração das presas; Exploração de movimentos e tipo de passos; Posição de descanso; Técnicas de progressão avançadas;Vias Ferrata.
- Segurança na Escalada
- Utilização e conservação dos materiais; Antes de começar – questões a colocar; Onde montar a segurança; Que material será necessário para montar a via.

B – MONTANHISMO
- Contexto Geral
- História do Montanhismo; Síntese e Evolução das Atividades de Montanha; Desportos de Montanha.
- Contextos e Práticas:
Código de ética da UIAA; Quadro Normativo dos Desportos de Montanha; História e Evolução dos Desporto de Montanha.
- Contexto da Geografia de Montanha.
- Introdução à Meteorologia.
- Comunicações e tecnologia de suporte às actividades de Montanhismo.
- Prevenção;Segurança e Riscos associados às actividades de Montanha.l
- Noções de Anatomia e Fisiologia
- Contexto Específico:Materiais e Equipamentos; Cartografia e Orientação; Acampamento e Bivaque; Tipos de Perigos e Traumatologia de montanha; Noções de saúde em montanha ; Noções de Geomorfologia; Planeamento de atividades Alimentação em montanha; O Treino em Montanha;
- Enquadramento Federativo Nacional e Internacional do Montanhismo.


Demonstração da coerência dos conteúdos programáticos com os objetivos de aprendizagem da UC

Os conteúdos programáticos abordados nesta UC permitem aos estudantes conhecer as diferentes abordagens específicas dos percursos verticais na natureza, tendo como referência a prática e os gestos técnicos associados, permitindo-lhes construir uma compreensão dos conceitos e da aplicação em diferentes ambientes e com uma população diferenciada.

Metodologias de ensino

O trabalho da UC organiza-se em torno de:
- Aulas de exposição de temáticas (teóricas e práticas)/conteúdos do programa pelo(s) docente(s)
- Aulas de análise de documentos, exposição de materiais associados aos percursos verticais na natureza.

(Em contexto de medidas excepcionais relativas ao COVID 19)
Ensino à Distância:Exposições temáticas,tutoriais técnicos,videos,apresentações técnicas específicas.

Demonstração da coerência das metodologias de ensino com os objetivos de aprendizagem da UC

A articulação entre o trabalho desenvolvido em sala de aula de natureza expositiva, assim como as tarefas articuladas que são realizadas de tipologia prática e os trabalhos realizados, apresentados e discutidos em turma, permite aos estudantes compreender os modos de agir de forma pedagógica em diferentes contextos associados aos percursos verticais na natureza.

Metodologia e provas de avaliação

AVALIAÇÃO CONTÍNUA

- Trabalho em grupo - 25%
- Trabalho Individual - 15%
- Participação prática - 10%
- Teste 10%
- Avaliação Prática 40%
Exame final: os estudantes que não obtiverem uma classificação final superior ou igual a 9,5 no regime de avaliação contínua serão remetidos para exame final.

Regime de assiduidade

Espera-se que cada estudante esteja no mínimo em 75% das sessões de aplicação prática e que analise e discuta as tarefas propostas e execute os produtos de avaliação em estreita relação com os docentes da UC, excetuam-se os estudantes com estatuto especial (Artigo 24º do RFA).

Componentes de Avaliação e Ocupação registadas

Descrição Tipo Tempo (horas) Data de Conclusão
Participação presencial (estimativa)  Aulas  0
  Total: 0

Bibliografia

Colorado, J. (2006). Montañismo y Trekking. 3.ª Edición. Madrid: Desnível.
Hattingh, G. (2001). Escalada en Roca & Escalada de Paredes. Madrid: Colecção Escalada – Editorial Paidatrib.
Hoffman, M. (1997). Manual de Escalada. 4ª edição em castelhano. Madrid: Ediciones Desnível.
Long, A, Lyon, M., Lyon, G. (2001). Industrial Rope Access - Investigation into items of personal protective equipment. Crown. Macia, D. (2002). Planificación del entrenamiento en escalada deportiva. 1ª edição, Madrid: Ediciones Desnível.
McMillan, N. (2001). Care and Maintenance. 1ª edição. Manchester: edições BMC, 2001.
Murcia, M. (1996). Prevención Seguridad y Autorrescate. 1ª edição. Madrid: Ediciones Desnível.
Núñez, T. (2002). Cuerdas y nudos de alta resistência. 1ª edição em castellano. Madrid: Ediciones Desnível.
Richardson, A. (2001). Rock Climbing for instructors. 1ª edição, Marlborough: The Crowood Press Ltd.
Schubert, P. (2001). Manual de Equipamiento de Vías de Escalada. Madrid: Ediciones Desnivel.
Silva, F, Sousa, J., Lopes, S., Lopes, J. (2000). Segurança em Actividades de Aventura – Manobras com cordas para transposição de obstáculos. Lisboa: CEFD.
Sounier, P. (2001). Claves para la aplicación de las técnicas de alpinismo y espeleologia. Barcelona: Editorial Paidatribo.
Winter, S. (2000). Escalada Deportiva com Ninos y Adolescentes. Madrid: Ediciones Desnivel.
Cuiça, P. (2010). Guia de Montanha - Manual Técnico de Montanhismo I. Lisboa: Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal/ Escola Nacional de Montanhismo.
FCMP. (2010). Manual de Montanhismo. Lisboa: FCMP (Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal).
FCMP. (2007). Manual de Monitores de Pedestrianismo. Lisboa: FCMP (Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal).
NASARRE,José. (2013). Responsabilidad Civil En Deportes de Montaña y actividades en Naturaleza. Madrid: Ediciones Desnivel S.L

Observações

Devido ao contexto actual do COVID 19,poderão existir algumas condicionantes ao processo e desenvolvimento desta U.C., quer nas aulas teóricas quer nas práticas.
Assim,na altura devida, poderão ser feitos alguns ajustes e adaptações aos métodos de ensino e ao desenvolvimento das matérias do programa inicialmente proposto, bem como às fórmulas de avaliação desta U.C.

Opções
Últimas Notícias
Preservar para Viver!
Exposição Pessoal(mente) falando
Semana das Ciências do Desporto | 2022
Scratch Day 2022
Aula Aberta |"Sejamos tudo, ó Produtores"
Página gerada em: 2022-05-17 às 11:42:25 Última actualização: 2010-07-19